internet love

por que eu blogo?

Eu já escrevi sobre escrever, mas acho que nunca escrevi direito sobre blogar. Vocês também têm vergonha de dizer que ~blogam, assim, e agora só usam a palavra de maneira sarcástica do mesmo jeito que fazem com ~blogosfeira ou ~blogayrinha? Engraçado que quem realmente se importa com isso – ou quem realmente importa nesse meio todo – jamais se refere a si mesmo como blogueiro. A gente ficou perdido num limbo estranho da auto-ironia e depreciação.

Ou sempre foi essa nossa motivação?

Talvez a minha. De ter aprendido bem a lição de que rir é, sempre, o melhor remédio. De tentar ver coisas boas ara tudo, tudo mesmo, ainda que seja um bonito texto triste de algo que não passa – mas vai passar. Sempre passa. De achar que só me restava ser engraçada quando todo mundo era algo mais que isso: inteligente, bonita, magra, bonita de novo, bem relacionada.

A gente escreve porque a gente precisa e a gente faz isso bem pra caralho, mas a gente bloga porque a gente gosta, mesmo. Porque é difícil e desmotiva viver nessa época em que só bloga quem ainda bate no peito e fala DESDE QUANDO TUDO ISSO AQUI ERA MATO, e percebe que o nosso bonde passou e a gente se perdeu e, talvez, se a gente tivesse forçado para se adaptar estaríamos diferentes, “melhores”. Mas será que a gente saberia fazer diferente? Será que a gente precisa?

Eu gosto muito de responder pra vocês como foi que eu inventei e consegui fazer meu casamento inteiro com as próprias mãos, como é que eu consigo ter gatos e plantas em casa (vai acontecer, vai acontecer esse post), e quais foram as coisas mais constrangedoras que já aconteceram na minha vida. Como é que eu fui perseguida por um porco, em Guarulhos, de madrugada, e como eu lido com a minha ansiedade de uma maneira completamente desconexa e complicada.

Dificilmente eu conseguiria conversar com vocês sobre lançamentos, tendências, recebidos do mês – mas se quiserem me mandar, pode HAHAHA. Jamais contaria pra vocês coisas boas sobre coisas que não me fizeram genuinamente bem. Cês querem saber se eu já neguei publipost aqui nesse espacinho? Ô se já, – com direito a “sai, homi!”, se querem bem saber, pra contar os detalhes sórdidos. Cês querem saber se eu gostaria de receber alguma remuneração pra conseguir me dedicar mais a esse canto tão meu? Ô se sim, ô meu bem. O que eu adoraria mesmo era viver num mundo onde a gente fosse dono dos meios de produção e, ao mesmo tempo, faz tempo que me pergunto: pra que a gente precisa monetizar tudo?

Será que dá, mesmo, pra trabalhar com o que verdadeiramente se ama, sem fazer concessões que sejam assim, aquelas essenciais?

Eu sei lá.

Eu sei que a gente escreve, bloga, publica, se preocupa, insiste, toma na cabeça e volta, porque isso aqui faz parte da gente de uma maneira bem intrínseca, dessas que a gente constrói lá quando tudo deve ser construído e carrega pela vida. Tem quem mude, quem troque, mas que segue “por aí”, tem que continua igualzinho e fiel, true, de raiz. E tanto faz. A gente segue porque, vira e mexe, as pessoas lembram a gente que isso aqui é muito legal.

Eu blogo porque eu só sei me expressar em texto. Eu blogo porque me dá alegria me ler. Eu blogo porque cada comentariozinho que aparece – se alguém vier com ÓTIMO POST BJS LINDA eu mato – aquece de verdade o coração. Eu blogo porque tamo aí, desde o que, 2003? Eu blogo porque fiz amigos assim. Eu blogo porque faço amigos assim. Eu blogo porque eu gosto de quem eu sou quando me escrevo. Eu blogo porque me divirto lendo outros blogs. Eu blogo porque me inspiro assim.

Porque, no final das coisas, a gente tem que fazer as coisas que fazem bem pra gente.

Por último, deixo aqui um apelo: comentem. Não aqui, nesse post (só), mas nos posts que gostarem aqui do blog, de outros blogs, dos blogs amigos. Naveguem, conheçam os blogs de amigos dos amigos – blogueiro raiz tem blogroll, tem sim, que eu sei! – conheçam, divulguem, mas comentem, se for de coração. Deixem as outras pessoas saberem que o que a gente faz importa, ainda que tenha sido por 5 minutos na vida de um completo desconhecido. É assim e por isso que a gente continua <3

***
amorzices é um projeto mensal, publicado todo dia 15, criado pelo trio amorzinho Sernaiotto Serendipity Desancorando e que terá um tema de base: amor. a partir daí, elas vão falar sobre um monte de coisas. o tema de novembro é amor na blogosfera. eu resolvi aderir ao tema, tá aqui minha contribuição. se você também quiser participar, deixa o link lá no blog delas!

60 Comments

  • Analu

    Miga <3 Deixa eu te dizer que eu até hoje não superei o *fim* do meu blog (tanto que eu NUNCA tive coragem de dizer um adeus oficial e ele segue lá no limbo) e do núcleo blogosfeirinha de onde nasceu a máfia? E que TODA VEZ que eu venho aqui no seu cantinho te ler eu fico MORRENDO de vontade voltar, mas aí lembro que parei porque perdi a mão? Mas a gente é gente que escreve, né, eu ainda penso que uma hora vai me dar a louca (que nem foi da primeira vez) e que eu vou CONSEGUIR! Amo seu blog, suas prantinha, seus gatinho, tudo <3
    Beijos!

    • Isadora

      ah amiga, a gente vem nessas há tanto tempo, né? todos os blogs que abandonei eu ainda sinto, sabia? imagino que doa mesmo. só que sim: tem que ser no seu tempo, não adianta forçar pq “temque”, ou porque todo mundo faz, ou porque NADA. tem que ser pra gente, no final, né?

      obrigada por estar sempre por aqui <3

      beijão!

  • Ana Lira

    Acho que nunca comentei aqui, mas cá estou.
    Eu sigo você há uns 6 meses, creio eu, e te descobrir foi um marco. E eu já li tudo. Tudo.
    Abro teu blog pelo menos duas vezes por dia, pedindo pra ter palavras novas ou pelo menos pra verificar que tudo está no seu lugar, que o mundo ainda não desmoronou.
    E eu amo seus gatos. Eu amo suas plantas e seu apartamento é um refúgio incrível.
    E você é muito exótica mas gosto tanto das suas palavras que iria até SP só pra falar na sua cara que você é foda pra caralho.
    Como diz, ~disgurpa to nervouser.
    Mas é só pra não perder o impulso de falar que você é massa e que eu, que nunca te vi na vida, me importo contigo mesmo estando a mais de mil quilômetros de distância.
    Por favor, por favor, continue. Esteja aqui. Tem gente, como eu, que vem pra ler suas palavras pra não perder o rumo da vida.
    Por favor, colonize o mundo com gatos e plantas. Grata.

    • Isadora

      oi Ana! que legal ter você por aqui ♥
      fico muito feliz que o blog tenha te trazido tanta coisa boa, mesmo! esse aqui é meu filhote, meu projeto mais querido, meu lugar de aconchego e de desabafo: encontrar alguém que trate ele tão bem quanto eu espero que ele seja tratado aquece demais meu coração ♥ obrigada, mesmo, de coração!

      nós somos: foda pra caralho 🙂 eu sou sim, mas eu tenho certeza que você também é! e se algum dia vier a SP, a gente se fala isso ao vivo sim 🙂

      vou continuar porque existem pessoas como você! continue – ou descubra, ou invente, e continue – você também!

      beijo enorme, obrigada pelo comentário! ♥

  • Anny

    Nossa vc falou tudo o que eu penso e nunca consigo dizer quando me perguntam pra que tenho blog. Anny vc fatura muito com o blog? Chego a rir quando me perguntam isso, eu falo que ganhei e ganho muito.. muitos amigos, muita experiência e por ai vai.
    Eu blog porque eu amo, blogar..porque ja tentei dá um tempo nesse coisa de blog e sentir que quando nao tô por aqui é pq ta faltando alguma coisinha aqui dentro sabe!

    • Isadora

      hahahaha a gente tá rica com os blogs, não é não? 😛
      sim sim, faz parte da gente, e não adianta querer monetizar tudo o que a gente faz com prazer, né? ♥

  • Camyli Alessandra

    Eu nunca gostei muito do termo “blogueiro de raiz” ou dos outros termos que a blogosfera teve desde então… E ja tinha visto esse projeto mensal das blogueiras mas fiquei cum pulguinha atrás da orelha em aderir… Só mudei de idéia lendo o seu texto e concordando com muitas coisas.

    xoxox

  • Gabi

    Alou Isadorável
    Eu amo que você ainda esteja por aqui, blogando. Tem tanta gente bacana que parou que me dá uma dor só de lembrar, haha. Engraçado que eu ~~acho que acompanhei você mudar como pessoa, desde que comecei a te ler lá em dois mil-e-não-me-lembro-quando-foi. Ou eu simplesmente te via de outro jeito na época do Isadorable… não sei, hahahaha (aquelas lôcas). Só sei que fico feliz que você ainda blogue, que você gosta de blogar. Eu espero que as pessoas leiam seu post e queiram blogar também <3

    Quero post sobre as plantinhas <3
    E sim, blogueiro raiz tem blogroll. Fico tristola total quando entro num blog e não tem lista de links. Como assim, gente? hahahaha
    bj bj

  • Wanila goularte

    Acabei de escrever um desabafo no meu blog sobre isso, acredita? Esse ano decidi tentar um blogmas e esse vai ser o primeiro post. <3 Mas olha, concordo com tudo. Quantas vezes já sonhei em fazer esses vídeo de recebidos do mês e quantas vezes quero só um cantinho pra falar sobre quão chata foi a semana? Nem sei mais.

    • Isadora

      vou ler! 🙂

      é difícil, né, a gente fica vendo tanta gente fazendo as mesmas coisas que às vezes pensa: bom, eu que tô errada de não fazer igual. mas no final, dá pra ver quando as coisas são feitas de coração, viu? as pessoas percebem – e a gente percebe também ♥

  • Camis

    Ai amiga, teu blog me inspirou e me inspira a escrever até hoje. Mas escrever, assim, de coração mesmo, falar da vidinha como ela é. Eu já estive aqui QUANDO TUDO AQUI ERA MATO e eu tinha um .blogspot onde falava algumas bobagens, depois fui, depois voltei e tô aqui de novo vendo como é legal pra caralho sim e como eu adoro isso aqui. Eu amo ler blogs amigos, eu amo receber comentários, amo ter um blogroll e amo conhecer novos blogs e novas meninas incríveis e pensar em como seria legal poder juntar essa galera toda (seria isso um ~encontrinho? olha nós ironizando a blogosfera de novo). Eu amo demais blogar. Adorei o tema, vou aderir também <3

  • alana

    Depois de viver num limbo que simplesmente me faz parar de me interessar pelas coisas que antes eu amava, tive que me reinventar e posso dizer que uma das coisas que tenho lembrado que gosto são esses blogs que falam sobre coisas do coração, do cotidiano, que não tem compromisso apenas com criação de conteúdo. O tipo de coisa que a gente lê e sabe que foi escrita porque a pessoa queria escrever. Eu fico muito feliz que ainda existam blogs como o seu. Ele tá salvo aqui na barra de favoritos e posso comentar que estou adorando acompanhar tudo isso, tem me feito um bem danado <3

  • Tatiana

    Estou aqui há poucos meses, mas entro TODO DIA pra ver se tem letrinhas novas… (já li tudinhoooo). Adoro seu jeito de escrever, suas dicas, seus gatos, sua casa, suas plantas! Não sou muito de comentar, mas entendi a necessidade nesse seu post. Vou começar a mudar isso, afinal vc faz tanta diferença no meu dia e não me custa retribuir (amor).

    Obrigada por tudo. Não suma. Continue. Escreva mais! 😉

    • Isadora

      que linda! seja bem-vinda e comenta sempre, sim, assim a gente pode conversar, se conhecer melhor, trocar ideias! é tão gostoso quando a gente vê que está fazendo um tiquinho de diferença que seja na vida de alguém ♥ volte sempre!

  • Carolina

    Eu vi o amorzices no blog da Maki. E depois no da Melina. Gostei, achei fofo, ponto. Não achei que era pra mim porque:
    1. Sou nova no rolê
    2. Era fofo. De verdade. Até demais. Muito doce pro meu paladar. Do jeitinho delas, mas não do meu.
    3. Achei que seria grande intromissão da minha parte me meter na blogagem coletiva alheia.

    Aí você escreveu. E foi fofo, foi sincero, mas não doce demais. E eu percebi que dá pra tratar do assunto sem parecer que estou escrevendo de cima de um unicórnio. E eu resolvi escrever do meu jeito, do meu degrauzinho de nova no rolê. Enfiando o bedelho mesmo na blogagem coletiva dos outros porque parece que é assim mesmo que funciona. E tá lá.

    E agora eu tô passando aqui pra deixar meu muito obrigada. Por existir, por escrever, por, mesmo sem ter a intenção, sempre me incentivar a seguir em frente.

    • Isadora

      hahahahaha Carol (pode chamar de Carol?), eu fiquei com a mesma impressão também! as meninas – que são minhas amigas e eu adoro! – têm sim um jeitinho mais fofo e doce que o meu, e eu cheguei a me questionar se valia a pena entrar num projeto que não era exatamente “do meu jeito”. mas aí que está: meu blog, minhas regras HAHAHA! esse aqui é meu canto e, cada vez mais, eu percebo que eu tenho com ele uma segurança de ser eu, ainda que “eu” mude, ainda que as coisas vão se ajeitando de jeitos diferentes, né? resolvi escrever: e que bom que escrevi, conheci um monte de gente que comentou aqui e eu adorei 🙂

      espero que você continue sempre, e aí a gente continua juntas ♥

  • Jess

    eu sempre me divirto muito com seus textos, sua forma despretensiosa de escrever é deliciosa.

    acho que você expressou o sentimento geral da galera mais antiga da blogosfera. Eu sempre acho engraçado que blogs vão e vem, mas quase sempre a gente se encontra de várias formas em novas ideias por ai. E acho que isso não precisa ser justificado, porque a própria permanência dessa essência prova seu valor.

    um grande beijo! ❤

  • Marcela

    Esse post aqui, inclusive, eu descobri enquanto fuçava o Bloglovin dazamiga atrás de blogs amor e blogueiras que ainda atualizam <3 Não dá pra dizer que não sinto saudades das blogueiras de raiz, porque sinto sim e muita! E é difícil manter o rebolado e continuar blogando como se ainda estivéssemos em alta, quando fica tão difícil encontrar gente legal e posts inspiradores que lembrem a gente do AMOR que é esse mundinho.
    Esse seu post me fez um bem danado, e conhecer o seu blog também <3

  • manie

    ai que texto maravilhoso ♥ ai que projeto incrível esse amorzices ♥
    isa, você é uma das pessoas que mais me inspiram na internet. não sei se isso é um peso pra ti, mas não leve isso como uma espécie de responsabilidade. leve isso como um abraço quentinho. sério, adoro seu blog, a forma como você narra e compartilha sua vida, suas ideias… inclusive amei os últimos stories de você falando, menina. se um dia criar um canal passar pela sua cabeça, por favor, bote isso em prática! hahaha eu ia amar ♥

    eu ia comentar mais coisas aqui sobre o tema do teu post, mas acho que vou escrever pro amorzices tb! adorei, adorei ♥

    • Isadora

      você sempre aqui, que delícia ♥

      querida, imagina que seria um peso: eu só posso ficar imensamente feliz e grata #gratidão #namastê que eu possa compartilhar coisas que façam a diferença, ainda que um tiquinho só, na vida das pessoas. pequeninho assim mesmo, um sorrisinho numa manhã de segunda que antes estava meio borocoxô. eu falo isso do fundo do coração porque é isso que eu sinto em relação a tudo o que amo e faço, mesmo ♥

      hahahaha por enquanto eu acho que vou ficar apenas no menino instagram, mas vou voltar a postar mais por lá nos stories, pode deixar!

  • Aniegela

    Se é pra comentar, bora comentar. A escrita é algo que me acalenta, me prende, me ensina. Sou devoradora de livros, com muito menos tempo, infelizmente, e nisso comecei a ler blogs. Sabe o diferencial do teu blog? a blogueira realmente escreve! Isso está cada vez mais raro porque falar do jabá é fácil, quero ver admitir os medos e vacilos da semana; ah, mas você merece jabá sim, acho que você seria primeira blogueira a transformar vídeo de recebidos em algo mais que “olha o que eu ganhei e você não tem”

    • Isadora

      hahahaha vamo torcer pra esses recebidos chegarem pra eu fazer esse vídeo diferentão? 😛 hahahaha obrigada pelo comentário! eu realmente escrevo, eu realmente estou aqui e eu realmente me importo com cada linhazinha escrita aqui ♥ acho que isso faz a diferença né! 🙂

  • Janice Matos

    ÓTIMO POST BJS LINDA

    KKKKKKKK miga minha tem q saber q eu sou dessas
    sou dessas péssimas tb q n comenta
    eu tento, toda vez eu digo q vou comentar todo dia mas afffff eu leio correndo e ja fechei e puf

    promessa n° mil: vou passar a comentar

    mas amo os blog de raiz. sou leitora de raiz. kkk
    n sei expressar nem escrevendo mas adoro falar de vcs no dia a dia como se a gnt cvsasse td dia.
    FAÇO ISSO. Juro

    e leio alguns q ‘mudaram’, mas gosto msm de vcs.
    casa tem q ter cara de q vive alguem
    e blog tem q ter cara de gente q vive normal

    e vc tem gato neé
    e sabe como ter planta msm assim

    tenho q te seguir p ver se um dia vc posta o segredo

  • Duda

    “Porque, no final das coisas, a gente tem que fazer as coisas que fazem bem pra gente.” Acabei de entender por que eu escrevo e publico! Obrigada!!!

  • Karine Lima

    Geeeeente, que blog… que post… que pessoas!! Adorei visitar e com certeza irei revirar esse espacinho de ponta a cabeça 🙂 Beijos e sucesso!!

  • Gaby Benfatto

    OMG Que post mais amorzinho klklklkl
    Mas sério, real, amei cada palavra. Eu blogo a poucos anos -tipo, nasci em 2002 então né-, mas percebo as coisas que tu disse e passo horas pensando nisso e em como anda o amor na blogosfera. Amo muito comentar em blogs e acabei de conhecer o teu e tu através da Maki do desancorando.com
    kisses

    • Isadora

      EU TO UM POUCO CHOCADA QUE VC NASCEU EM 2002!!!!!!!!!!!!!!!1 meu primeiro blog é de 2003, miga! hahahahahaha ♥ que linda, seja bem-vinda e volte sempre!

  • Tany

    YAS! Obrigada! Eu não sabia desse projeto mas vou aderir profundamente. Uma das minhas decisões de voltar pra esse lugar é conversar com outras pessoas e principalmente, colocar no papel as coisas da minha vida. Passo anos anteriores no arquivo e fico relembrando de muita coisa além do que saiu no post e fico um pouco frustrada quando vejo o quanto passou em branco porque achei que ninguém iria se importar até lembrar que quem realmente importa, apesar dos comentários, sou eu e a minha memória. Porque é com o texto que eu processo as coisas boas e ruins e arquivo realmente na memória.

    Ainda bem que você bloga. Eu amo o cantinho que você criou na blogosfera e o projeto com todo coração. Agora faz o post dos gatos e plantas porque eu realmente PRECISO.

    Beijo, miga <3

    • Isadora

      aaaaah sim, amiga, isso da gente registrar, pra gente, e de ajudar a gente a processar tudo o que acontece é MUITO FUNDAMENTAL. nem cheguei a falar especificamente dessa parte, mas é tão importante, né? volta a escrever mais, eu adoro te ler!

      guenta que esse post vai sair, sim!

  • Aline Amorim

    Eu amo visitar seu blog e ler coisas pessoais e que abrem um leve sorriso no meu rosto. Gosto de inspirações e palavras simples.
    As vezes a desmotivação aparece, mas o importante é escrever aquilo que gostaríamos de ler.
    Beijos

  • Ester

    Que grata surpresa me deparar com esse tipo de post. Grata surpresa de não ser um post em um blog que leva para um vídeo no youtube. Grata surpresa de me deparar com algo que me leva para meus tempos de blogueira na adolescência e que me faz ter vontade de voltar a ter a mesma rotina “boba” de olhar o mundo com olhares de quem quer compartilhar algo com alguém. Amei!!!

  • maki

    aaa gente, esse post sabe? ♥ com atraso de mais de mês, mas pelo menos comentando no post das migas que aderiram o projetinho. eu amo tanto o seu blog e o jeito que você escreve! e acho tããããão importante essa rotina de escrever o que se gosta, de gostar de se ler, porque às vezes a gente esquece mesmo isso, né? muito doido. e essa coisa de compartilhar, comentar… tãããããão legal, dá um quentinho no coração. sei lá. eu gosto muito desse mundo e não pretendo sair tão cedo ahuahuahau

    • Isadora

      obrigada por ter criado o projeto, miga, foi muito bom escrever esse post! que a gente possa sempre se sentir acolhida nessa internet de meudeus ♥ muito obrigada por estar sempre por aqui!

  • Lary

    Isadora, quanta inspiração linda vindo de tu! te conheci essa semana e já tô feliz demais por isso – mais um motivo para o mês de dezembro ser tão especial pra mim. essa sua reflexão sobre os blogar reflete muito sobre o que estou fazendo por aqui na blogsfera. me sinto tão bem, tão eu mesma. cada fotografia, cada vídeo, cada detalhe me completa de uma maneira pluralmente legal. Eu escrevo para o bem, para inspirar… então, isso importa muito! obrigada por esse texto lindo. abraço em tu. ♥

  • Ana Paula Lou

    Fiquei com vontade de criar um blog depois de ler esse texto. Você é uma mulher linda e inspiradora. Super obrigada por isso <3

  • Thalita Queiroz

    Tô conhecendo seu blog agora, através desse texto. E to me perguntando “onde esse blog estava esse tempo todooo???” Já abri outras abas pra fuçar seu blog todo. Obrigada por esse texto, Isadora! Aqueceu meu coração e ajudou a acender a chama daqui de dentro do meu desejo de ANOS de criar um blog. Já havia criado um uma vez mas por diversos motivos, excluí. E olha que já estava recebendo comentários e tudo! hahah Venho adiando isso há muito, muito tempo e agora tá mais forte do que nunca! Obrigada por isso. <3

  • Bruna

    Oi 🙂 Hoje é minha primeira vez aqui. Foi por indicação de uma amiga, justamente quando eu dizia que ia deletar meu blog, parado desde setembro, após várias outras “paradas”, porque tinha a sensação de que ninguém me lia e de que “não existem mais blogs como antes”. E aí ela me mostrou o teu. E aí cheguei neste post. E aí consegui entender que não deletei meu blog até hoje porque, no fundo, sempre escrevi pra mim. Eu gosto de me ler. Eu gosto de relembrar, reviver. Eu sou corpo e alma daqueles posts. E saber que existem blogs como o teu, me inspirou a tentar mais uma vez. Obrigada por este cantinho lindo! Beijo no coração <3

  • Marina

    Ô menina, que post mais amorzinho <3 Deu até um calorzin no coração <3 Eu blogo por todos esses motivos que você mencionou, e principalmente porque gosto. To meio afastada da blogosfera.. continuo postando, mas sem aquele engajamento, sabe? Sinto falta dos projetinhos, dos comentários, de retribuir visita, de ficar horas e horas fuçando num layout pra achar que não tá bom. Sinto falta demais, e deu uma vontade ENORME de voltar com tudo depois desse seu post. Tenho uma certa vergozinha de blogar nos moldes old school, blog diarinho, falando bobagem sobre a própria vida. Mas são esses os blogs que eu mais gosto de ler! ahhaha' Acho que vou sair daqui e ir pro editor do blogger ^-^

    • Isadora

      ah que linda, muito obrigada! ♥

      “de ficar horas e horas fuçando num layout pra achar que não tá bom” HAHAHAHA SIM.

      acho que a senhora tem que ir logo pro editor publicar um texto novo, hein? eu vou lá te ler! ♥

  • Larissa Zorzenone

    Amei muito seu post. Eu blog a quase 9 anos. Perto de você é pouco, mas pra mim é muito tempo. Eu tento me adaptar sempre. Fui aprendendo sobre redes sociais, sobre SEO, a postar no YouTube, mesmo que pra mim o blog nunca vá perder seu lugar. Mesmo hoje recebendo produtos de parceiros e coisas assim, nunca faço algo que eu não faria, um post no qual não acredito. Pra mim, isso é o que mais importa.

    Vidas em Preto e Branco

  • Eva Camargo

    Eu blogo porque me aquece o coração. Eu blogo porque amo preparar post, mesmo que pequeno, amor fuçar a internet para achar foto free, pq eu ainda tô aprendendo a tirar fotos. Eu blogo porque ainda há blogs bons para serem lidos. Eu blogo porque mesmo criando e excluindo blogs since 2008/2009, eu ainda continuo criando.
    Eu blogo porque amo ler posts como o seu, sobre o porque se amar blogar. Estamos aí, desde que tudo isso era mato e talvez ainda seja, a gente só têm o mapa agora.

    Amei isso aqui linda, bjs! hahaha <3

  • Letícia O.

    Oii!!

    Caí aqui nesse post por acaso e me identifiquei tanto com o que vc falou… Eu mesma tenho um bichinho carpinteiro que me morde quase sempre pra escrever, escrever, escrever… mas por achar que ngm nunca está vendo, por ”vergoinha” de acharem que quero virar uma influencer da vida, sempre fico naquele chove-não-molha de: cria um blog, sente vergonha, bota privado, ou deleta tudo (pq sou radical kkk). Resumo da ópera: estou tentando firmar raízes e preencher o coração com o calorzinho que sinto toda vez que escrevo alguma coisa no meu cantinho, mesmo que ngm leia, eu vou ler e já vou estar feliz por ter publicado alguma coisa…

    Um grande beijo!

    Letícia Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *