projeto de vida

os livros que eu pretendo ler em 2018

Correndo vários riscos nesse post: o de esse blog virar um blog de listas, o de me frustrar imensamente com a minha lista de leituras, o de ficar nervosa de não ler algum dos citados abaixo “em troca” de outro mais legal que a vida me ofereceu, mas TAMO OUSADA.

Todo ano eu tento participar do desafio de leitura do Goodreads, cada vez com metas mais humildes e prováveis, e fiquei extremamente feliz de, nos 45 do segundo tempo, ter conseguido completar a de 2017! Então, em 2018, 50% ousada e 50% nervosinha da Estrela, resolvi manter a meta de 15 livros no ano, mais ou menos 1 livro por mês, uma coisa assim, bem possívelzinha.

Resolvi também parar de ser lhouca e ler os livros que eu tenho em casa – ainda nas vibe de terminar as coisas que eu tenho em casa e, baseada nisso, fiz uma belíssima lista dos livros que pretendo ler em 2018. Quem sabe assim eu deixo de fazer como faço no Netflix, de ficar olhando as prateleiras do Kindle por horas, sem efetivamente ler nada.

Nada nessa lista é definitivo e ela está completamente fora de ordem e eu não me responsabilizo por não terminar algum desses livros se ele for extremamente chato e só a deusa pode me julgar mim perdoem:

Os livros que eu pretendo ler em 2018:

  1. A mão esquerda da escuridão, Ursula K. Guin: precisando ler uma ficção científica pra dar uma desconectada da realidade – mas tenho certeza que vou voltar aqui e falar FICÇÃO CIENTÍFICA MEU CU TÁ TUDO ISSO ACONTECENDO SOCORR vibes O conto da aia. Aguardemos. 
  2. Meio sol amarelo, Chimamanda Ngozi Adichie: eu ainda não tinha lido nenhuma ficção da Chimamanda, acreditam? Que erro. Li (sim, já li, mim deixem) o bitelão em uma semana e tô completamente impactada. Que livro! O que me leva ao próximo tópico…
  3. Hibisco roxo, Chimamanda Ngozi Adichie: minha nova Elena Ferrante é essa mulher maravilhosa chamada Chimamanda. Perdi o bonde quando deveria tê-lo pego, mas tamo aí tentando. Não vou colocar o Americanah na lista, por enquanto, mas não tenho a menor dúvida que ele vai acabar entrando na minha vida na hora certa #maktub #namaste #gratidao
  4. Argonautas, Maggie Nelson: vira e mexe me pula uma resenha, uma opinião, uma foto da capa desse livro, e eu ainda não entendi esse sinal, não é mesmo? Vou entender agora, especialmente porque alguma promoção do Kindle me permitiu tê-lo risos.
  5. Malvarrosa, Tati Lopatiuk: eu tenho uma amiga escritora e eu nunca li nada dela e eu não sei porque vocês ainda dizem que gostam de mim porque eu sou uma pessoa horrível mim perdoe Tati eu morro de orgulho de você;
  6. Os homens explicam tudo pra mim, Rebecca Solnit: só mais um passo da formação acadêmica do exército terrorista femininja né mores.
  7. Mulheres, raça e classe, Angela Davis: idem.
  8. Dentro de ti ver o mar, Inês Pedrosa: em todos os momentos que eu me questiono ~profissionalmente, quando entro naquelas de “eu escrevo pra quê?”, algum trecho de algo da Inês Pedrosa praticamente me soca na cara e me lembra. Mas eu nunca li nada inteiro, completamente absurdo.
  9. Má feminista, Roxane Gay: fiquei completamente vidrada nessa mulher.
  10. As águas-vivas não sabem de si, Aline Valek: eu amo as newsletter da Aline, acho ela uma pessoa super divertida e uma escritora ótima. Tenho comprado há tempos, precisava dar uma chance logo a ele – com esse título incrível!
  11. Preparing my daughter for rain, Key Ballah: a poesia contemporânea do ano, recomendadíssima. 
  12. Eu sei porque o pássaro canta na gaiola, Maya Angelou: ganhei do mozão e também vou acabar com o absurdo que é nunca ter lido nada dessa mulher absolutamente absurda.
  13. Kindred, Octavia E. Butler: mais ficção científica, mais ficção científica escrita por uma mulher, e dessa vez uma mulher negra. Curiosíssima, estão falando muito bem!
  14. As virgens suicidas, Jeffrey Eugenides: falhei miseravelmente na missão no ano passado, mas não vou abandonar não. Vamos dar uma segunda chance agora.
1/15, com resenha no insta @

Gostaram da minha lista? Já leram algum desses livros e querem me contar o que acharam (sem spoilers!)? Têm alguma outra sugestão? Vamos ler! 🙂

32 Comments

  • luhsmile

    oxe, perdeu nada o bonde da chimamanda!!!!! sempre é tempo de ler a ficção dela. a tristeza é que em 2017 consegui ler todos os dela que faltavam e todos os da ferrante. o que será da minha vida a partir de agora???????? já tô com alguns desses na lista pra esse ano também, mas agora fiquei com mais vontade de ler tb Maya Angelou e Argonautas! ai céus

  • Bruna Pedrosa Guedes

    Vários livros dessa lista eu também quero mas não fiz meta de leitura porque fui uma negação ano passado e não quero me pressionar e acabar voltando à estaca zero no quesito leitura, já basta o ano passado. Chimamanda é minha musa só por causa dos dois livrinhos pequenos dela (sejamos todos feministas/para educar crianças feministas) e meu sonho caladinho é ler alguns desses títulos que você também quer, pra ver como ela apresenta esse tipo de escrita, sabe? Adorei a lista e vamo que vamo haha
    beijos
    N E O D E S V A R I O

    • Isadora

      eu fico em dúvida até que ponto essas listas ajudam ou atrapalham a gente, viu? ficar ansiosa pra ler as coisas só pq definimos uma lista não é legal, né? mas, esse ano, resolvi tentar fazer desse jeito, vamos ver o que vai dar!

  • clara

    Dica amiga: não desiste mesmo d’ “As virgens suicidas”! A história é incrível e a escrita do Eugenides é uma coisa à parte. Difícil explicar, mas nesse livro pra mim ele consegue falar como ninguém sobre o “orgânico”, sabe? O que há de humano e de bicho e de mais vivo na gente. De vida contida e em ebulição, e das consequências dessa asfixia. Impossível ler e não lembrar do que é ser uma menina adolescente (e pensar sobre o que “ficou de herança” dessa fase em você mesma). Leia leia leia
    (li uma edição antiga, de tradução da Marina Colasanti. Bem, essas coisas fazem a diferença, hehe).

  • Aline Amorim

    Ainda não li nenhum desses livros, mas gostei dos títulos. Eu nunca fiz uma lista de metas de leituras, sempre acabo um livro na dúvida sobre qual outro escolher.
    Espero que consiga ler todos esses! Beijos

    • Isadora

      às vezes fazer as listas ajudam a gente a tornar a leitura em si mais rápida, a não perder muito tempo naquela de ficar olhando a estante meio paralisada, hahaha! boa sorte pra nós!

  • Kaka Farias

    eu preciso pegar carona no bonde chimamanda também! por enquanto só leio sobre ela e sei o quanto é maravilhosa mas ainda nada que tenha escrito. ainda. isa o momento de fazer listas é esse mesmo! eu tenho muitos livros comprados e que não li ainda e ler os que tenho em casa é a nova meta. e se resolver ler outro, sou obrigada a achá-lo em pdf. lembra que te falei que tava lendo a influencia da lua na nossa vida diária? tava pronta procurando ele na estante virtual, mas achei em pdf, vou te mandar por email. n vou gastar nem 5 reais em livros novos esse ano (pelo menos no primeiro semestre) o porquinho agradece. quero ver resenha literária!!! :*

  • Raiza Garcia

    Sempre fico tão feliz em ver que estamos lendo e indicando livros de mulheres 🙂 Esse ano eu quero muito ler “As águas-vivas não sabem de si” e “A mão Esquerda da escuridão”.

  • Su

    quero MUITO vários dessa lista, mas entra ano e sai ano e eu tenho a mesma meta que é de ler tudo que eu tenho na estante HAHAHAHAH e óbvio que já começo o ano sabendo que não vou conseguir né
    preciso fazer que nem você e criar uma meta possivelzinha, porque ó, não tá fácil haha

    • Isadora

      hahahaha a gente não tem vergonha na cara com essas metas né? mas são tantos livros bons que listei aí que, esse ano, eu tô empolgada! vamoquevamo!

  • Stefhanie

    Nossa listinha de livros pra ler este ano é bem parecida! Em 2017 eu li alguns da Chimamanda (inclusive Meio Sol Amarelo e Hibisco Roxo) e me marcaram tanto, a cada leitura dela eu fico mais impactada. Que mulher <3
    Eu amo a newsletter da Aline também, mas nunca me liguei no livro dela! Vou procurar depois.

    Um beijo,
    Sté

  • Flávia Santos

    Que lista ♥
    Chimas é só amor, o bonde tá aí, é só pegar

    “O odio que vc semeia” tô lendo agora e tô amando.
    “Mulheres, raça e classe” tentei, mas falhei e tenho que tentar de novo.
    “As águas-vivas não sabem de si”, amo! Demorei pra engrenar, mas quando foi, foi só amor.
    “Eu sei porque o pássaro canta na gaiola” PELO AMOR DA DEUSA onde ele comprou? Me indica? tô doida pra ler e não acho nem online :,(

  • Thaís

    Oi, Isadora! Conheci seu blog por indicação da Maki do desancorando. Seu cantinho é maravilhoso, dá pra ficar bem confortável e querer navegar por horas aqui. Da sua lista, eu só li As Virgens Suicidas. Ele é bem pesado, mas eu gostei bastante da história e da forma como foi conduzido até o final. Digo isso porque tem vários livros que eu gosto da história, mas parece que o autor se perde, se afoba, e vai chegando no final e dá aquela decepção. Dos outros livros ainda não li nenhum, mas se puder faça resenha deles. Eu já tenho uma lista imensa de livros pra ler, mas sempre cabe espaço pra mais um! hahaha

    Um beijo.

    • Isadora

      eba, que bom que você chegou aqui e que bom que gostou! 🙂 volte sempre!
      pode deixar, pretendo falar mais de livros, já que todo mundo gostou!

  • manie

    vou me fazer de desentendida e roubar alguns títulos pra minha lista também AQUELAS

    esse ano, minha meta é ler mais mulheres que homens. infelizmente, as leituras da faculdade não permitem isso porque a bibliografia obrigatória ainda é majoritariamente masculina – faço jornalismo e tem sempre uns profs que acham que ser jornalista é pegar a máquina de escrever, acender um cigarro, coçar o saco e escrever um textão bem machista escroto (revolts!!). inclusive, você conhece eliane brum? é uma jornalista incrível que escreveu uns livros maravilhosos! fica a sugestão ♥

    então pelo menos os livros que eu escolher ler pretendo que sejam de autoras mulheres. também tô com metas bem possíveis afinal não sou booktuber hahaha beijos!

    • Isadora

      hahahaha faça-se! roube! leia!

      menina, foi por isso aí que vc falou que eu detesteeeeeeeeei a faculdade de jornalismo. mas sim: a Eliane Brum é um acontecimento, né? que mulher!!!

      imagina esse povo que lê 15 livros por mês? COMO????

  • manie

    (ahh!! esse da angela davis parece ser INCRÍVEL. eu comecei a ler em pdf, mas só parei porque não tava num momento muito feliz da vida e a leitura não é nada fofinha. uma professora sugeriu uma autora chamada lélia gonzalez, então vou deixar aqui de sugestão caso vc tenha interesse em ler sobre racismo/machismo no contexto brasileiro ♥)

  • Caroline Abreu

    Oi, Isadora! Dos livros que vc indicou, já li os da Chimamanda (inclusive Americanah) e meeel dels, que mulher! Ainda não tinha pensado nisso, mas vc descreveu bem colocando ela como a sua nova Elena Ferrante – acho que ela é o mesmo pra mim, rs. Agora, inclusive, estou lendo No Seu Pescoço, que é o livro de contos dela, também ótimo! O outro livro da sua lista que eu li (acabei de ler, na semana passada) foi O Ódio que Você Semeia, que é também uma baita obra, e que me fez refletir muito sobre alguns assuntos que, na condição de branca, eu nunca havia me dado conta. Vou anotar as dicas dos outros que vc listou aí! 🙂

    • Isadora

      que mulher, né??? meu deus, eu achei que ia ler outras coisas esse ano, mas pelo jeito….

      vou começar O Ódio que você semeia agora! Depois te conto o que achei!

  • clara rocha

    Essa lista está incrível. Vou adicionar alguns desses livros que você indicou em minha própria lista de livros que quero ler. Eu estou DOIDA para começar a ler Americanah, mas também quero ler todos os livros da Chimamanda. Queria muito ler também o livro que ela indicou na TAG o clube de assinatura de livros. Outro que também estou morrendo de vontade de ler é Os homens explicam tudo para mim. AHAHAHAH cara eu já vi alguns vídeos sobre esse livro e só fortaleceu ainda mais minha vontade. TAMBÉM QUERO LER O ODIO QUE VOCÊ SEMEIA, meu deus preciso muito ler esse livro. ♥ Também quero ler Cem anos de solidão, amor incômodo, a amiga genial e alguns outros. Amei sua lista.

  • Tany

    Hoje tô comentadora, né? Miga, que gostoso saber que você tá tentando ler As Virgens Suicidas. É um filme que amo demais, e o livro acho bem obm, mas não tanto quanto o filme. Li Americanah da Chimamanda final de 2016 e assim como você quero ler mais coisas dela porque achei excelente.

    Fico feliz de estarmos com vários livros iguais na nossa lista de leitura. Quem sabe assim a gente não aproveita e marca outro jantar pra discutir alguns deles, né?

    Beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *