coisas da vida

o carrinho da ikea

Primeira década do século XXI. Jovem Isadorinha começava a desbravar o matagal da internet de maneira ressabiada. O terreno era novo, não sabia o que poderia ser encontrado – ou quem poderia te encontrar. Entrava-se com cuidado no desconhecido. Isadorinha perdia inúmeras madrugadas tentando estabelecer uma conexão silenciosa em vão para que seus pais não a encontrassem navegando na internet a altas horas da noite – feito impossível para a conexão discada da época. Foram muitos layouts de blogs desenhados com códigos autodidatas no bloco de notas, muitos textões de desamores before it was cool, muitos nicks secretos que ninguém poderia descobrir, muitos e muitos endereços que não poderiam, nunca, ser encontrados no Google. Veio o Twitter e todo um novo horizonte pra ser enfrentado. Veio o Orkut e todas novas barreiras a serem quebradas. Veio – através de convite – o Facebook e todo um novo universo a ser testado. Isadorinha, então, descobriu o Pinterest.

Isadorinha foi, aos poucos, se tornando Isadorinha de hoje. Isadorinha continua do mesmo tamanho que a Isadorinha da primeira década dos anos 2000 e, essencialmente, com os mesmos poucos sonhos e vontades. Um deles era um carrinho de chá da Ikea.

Um carrinho de chá da Ikea é um item que apareceu em uma das primeiras rolagens do Pinterest da jovem Isadorinha de 2009, 2010 talvez. Isadorinha, que tinha seu conhecimento decorístico restrito a casa de seus pais, de sua avó (anotem essa referência) e dos coleguinhas da escola, foi apresentada a todo um mundo gringo de possibilidades de cores, tintas, texturas, posições de móveis e utilidades para objetos. Dentre eles, estava um carrinho de chá da Ikea. Azul turquesa (só roxo pode ser mais adolescente que azul turquesa), com suas rodinhas, com seu acabamento liso perfeito, com suas utilizações infinitas: na cozinha, como fruteira; no banheiro, para guardar papel higiênico e toalhas; na sala, com livros, controles remotos, porta-retratos (nada relacionado à chá, no entanto). No quarto de uma jovem Isadorinha: com uma miríade de papeis, canetas, canetinhas, post-its, fichários, coisas coloridas sem nenhum tipo de função prática. Um retrato fiel da minha pessoa à época. Que só era vendido na Ikea, uma loja estrangeira, um sonho distante para quem sequer tinha uma conta corrente, quiçá um cartão de crédito internacional (não, não entrega no Brasil).

Corta.

O ano é 2018. Isadorinha segue do mesmo tamanho que jovem Isadorinha, contudo já não mais tão jovem, nem mais tão sonhadora. Hoje ela consegue dizer que conquistou muitos dos sonhos daquela menina que assinava eezah_ no ICQ mas, ainda assim, sua vida não estava completa. Casa, gatos, prantinhas, sofá, corredor verde pintado pelas próprias mãos, um trabalho honesto, nada disso era páreo para a imagem etérea de um sonho abortado: o carrinho de chá da Ikea. Um cartão de crédito internacional prontinho pra ser devidamente usado de maneira equivocada, destrambelhando toda uma organização financeira que só comprova esse grande sucesso pessoal/profissional. Espaço, uma casa, mil e uma utilidades risos para o famigerado carrinho. A liberdade de poder fazer o que você quiser a hora que você quiser sem dar satisfação pra absolutamente ninguém mentira. E. Nenhuma. Loja. Tem. O. Bendito. Carrinho. Pra. Vender.

Segue o baile. Vem a vida. Os boleto. Os porre. As decepção. As decepção. As decepção. Mais decepção. Vem a vida. Você esquece do carrinho de chá da Ikea ou, pelo menos, ele fica ali escondido naquela parte escura do seu cérebro, só esperando para reaparecer em um momento de fraqueza, em um sutil raio de esperança, naquele cheiro do perfume que a sua mãe usava quando você era pequeno, no cheiro do Sundown espalhado na pele grudando na areia dos inúmeros verões, nas lembranças das tardes comendo salsicha no palito com os coleguinhas do ensino fundamental…

O carrinho. Alguém te lembra que ele existe. Uma amiga que vai viajar, passa na Ikea e te manda uma foto “acho que você vai gostar disso”. Uma pessoa aleatória que está morando fora e esfrega na sua cara que a fruteira da cozinha dela é o bendito do carrinho. Outra amiga que vai viajar e tem o sonho do carrinho o mesmo carrinho e traz o carrinho escondido na mala e você vê que é possível. Uma loja de decoração hypada que importa o mesmo carrinho da China e coloca um preço absurdo e condições de parcelamento opressoras que te fazem pensar em comprar novamente. A decoração hipster que revive o carrinho. As lojas brasileiras que começam a importar o carrinho. O salário que cai na conta no dia que os algoritmos te lembram de quem? O carrinho, o carrinho, o carrinho, o carrinho.

 

O carrinho da IKEA. Que eu comprei dois dias antes da loja entrar em promoção e dar 100 reais de desconto no carrinho. O carrinho. Que chegou antes do prazo e foi montado no horário de almoço. São dias de luta, mas esses são os dias de glória pelos quais a gente vive. Toda vez que eu entro no quarto e o vejo. Toda noite quando vou dormir e é a última coisa para qual eu olho. O carrinho, o carrinho, o carrinho…

16 Comments

  • Pablo

    Aaaaaaaaaah, que coisa lindaaaa! Que história maravilhosa e que me trouxe tarantas lembranças.
    A internet discada, o silêncio das madrugadas, os códigos html em blocos de notas, o ICQ, as descobertas e as vontades em sites gringos.
    AMEI! Vi aquela caixa de bolinhas no Kalunga… quase comprei! 🙂
    Afinal… em qual loja vc comprou o carrinho?

  • Manu

    ISADORA, PELO AMOR DE DEUS, ONDE COMPRA O CARRINHO DA IKEA
    Achei alguns no mercado livre esses dias e tive uma crise existencial gigante sobre comprar ou não comprar. Seu post hoje só pode ser interpretado como um magnífico SINAL DOS CÉUS.
    O carrinho ficou lindo aí no teu cantinho e mais bonita ainda é a história que você contou, hauhauha. APROVEITA A COMPRA, parece ser uma daquelas coisas que a gente não consegue tirar o olho e parar de sorrir igual boba pensando que finalmente tem um!!!
    :*

  • WAN

    Com o que faz pra fazer a história de um carrinho de chá ficar tão romântica ao ponto de quase me fazer chorar?! Hahaha dava um filme!

  • Claudia Hi

    Ai meu Deus, Isa você é incrível! Morri de rir mas esse final me deixou tão feliz por você. Sinto que a nossa vida é meio assim. Só que às vezes a gente esquece de olhar pro carrinho antes de dormir.

  • Carolina

    Eu quero o carrinho da IKEA agora? Claro que quero. Eu preciso de uma fruteira nova? Claro que preciso.

    Seu carrinho da IKEA está maravilhosamente maravilhoso no seu quarto, e com a história ficou ainda mais legal. 😉

  • Natasha Arruda

    Isso aconteceu comigo só que relacionado a um livro, que fiquei esperando, esperando, esperando até esquecer da experiência do mesmo e aí do nada me lembrei e fui ver se já tinha a versão em português e comprei! Rsrsrsrs só amores!!

  • Carolina

    Venho salvar todas com a seguinte dica: TEM UM GENERICO CARRINHO DA IKEA NO SAM CLUB. Custa 189 reais e é lindo do mesmo jeito. De nada! =) Minhas prantinha tão tudo nele. <3

    • Isadora

      hahahahaha NA FAMIGERADA ÉPOCA do “onde compra” eu dei essa dica pros seguimores, completamente de graça, completamente sem publi. EU QUERO MEUS BOLETOS PAGOS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *