vegetarianisa

mais 10 restaurantes vegetarianos/veganos para conhecer em São Paulo

O primeiro post dessa série foi muito importante pra mim: ele aconteceu quase um ano depois de eu ter me tornado vegetariana <3 De lá pra cá muita coisa passou, né, gente, até mesmo um mês todo vegano que me deixou prontinha pra fazer mais essa transição. Também uma viagem que bagunçou tudo e me obrigou a dar um passinho atrás – meudeus quanto queijo pode ter num país, meudeus – mas que já já voltamos a seguir em frente, na direção certa.

Por enquanto, enquanto essa lista não se tornar 100% vegana, o intuito é sempre o mesmo: incentivar uma alimentação mais consciente, mais livre de crueldade, mais saudável e mais gostosa. Então vem comigo conhecer mais 10 restaurantes vegetarianos/veganos em San Pabla, vem vem:

1. Rica Raiz

Normalmente isso não significa nada, mas dessa vez a ordem dos fatores influencia sim: Rica Raiz está em primeiro lugar porque conquistou meu coração todinho. De terça a domingo, oferece pratos no esquema à la carte, além de dois ou três pratos especiais do dia. Tem também um dos melhores hambúrgueres que eu já comi (de lentilha com cebola caramelizada e cheddar vegano), entradas (nuggets de legumes, PELA DEUSA!), sopas, sobremesas, drinks e outras bebidas. Além do atendimento atenciosíssimo que dá vontade de voltar todo dia, a comida é deliciosa, fresquinha e super inventiva: natalhoada, moqueca, file à parmegiana, lamen, tem de tudo! Fica aqui também a minha exaltação do tofu a belle meunière: tofu grelhado com molho de alcaparras e champignon. Comeria todo dia. Mesmo. Ah, e o preço é ótimo. Socorro.

// rua Barão de Tatuí, 390 | @

2. Sushimar Vegano

Comida japonesa foi a minha maior dificuldade na transição para o vegetarianismo, mas se o Sushimar já existisse à época, nem teria me preocupado. Eu não gosto muito do conceito de “comer até passar mal” mas GENTE. MINHA. NOSSA. SENHORA. O Sushimar tem opções à la carte, mas, claro, o diferencial é o rodízio 100% vegano que oferece. Caro – R$65 no almoço e R$72 no jantar e sábado – porém absurdo. Imenso. Delicioso e criativo, fugindo do famigerado sushi de pepino. Vem milhões de opções, eu não lembro de todas, mas o empanado de berinjela com tofu, a trouxinha de abóbora e os guiozas, meu deus. E os sushis são daqueles saídos do Chef’s Table. Vale cada temerzinho gasto.

// alameda Campinas, 1287 | @

rodízio completo & vegano do Sushimar

3. Apfel 

Um dos restaurantes vegetarianos mais tradicionais de São Paulo, o Apfel na verdade são dois: um nos Jardins, e o tradicionalzão no Centro. Buffet à vontade por R$ 31,90, com opções bem deliciosas e diferentes dos outros lugares que normalmente servem comida de influência asiática. Eu gosto bastante dos bolinhos (de batata, de mandioca…) que servem sempre, e costuma ter sopa!

// unidade Jardins: R. Bela Cintra, 1343; unidade Centro: R. Dom José de Barros, 99 | @

4. Quincho Cozinha & Coquetelaria

Hipsterzíssimo descolado no meio da Vila Madalena-Pinheiros, claro, mas tá tudo bem, a gente gosta demais, sim. O ambiente é super gostosinho, com quintal tranquilinho e música bacana, e oferece drinks e comidinhas delícia. O cardápio tem algumas opções veganas, como o hambúrguer e o maravilhoso ceviche de banana da terra, e outras vegetarianas – palmas para o bolovo na massa de palmito! – mas totalmente plant based, como eles chamam. Nenhuma carne entra. Um pouquinho mais salgado, mas perfeito pra rolês mais arrumadinhos.

// rua Mourato Coelho, 1140 | @

5. Mate Por Favor

Acho engraçado que o Mate não entre nas tão divulgadas listas de lugares veganos em São Paulo – talvez seja o fato de ser um dos picos mais antigos e true, juntando a galera straight edge que é vegana há bem uns 20 anos com quem chegou agora (e tá tudo bem!). Essa lanchonete da Augusta está sempre cheia, contemplando quem quer pegar uma coisinha rápida pra comer antes de ir no cinema, quem ainda está voltando da balada e quem só quer tomar um suquinho. São váaaaaarias opções de salgados, todos veganos – destaque pra coxinha de shimeji <3 – bolos veganos realmente incríveis e, pra acompanhar, claro, mate, que eu recomendo tomar com açaí nos dias quentes. Preço justíssimo e tudo delicioso. Quero coxinha.

// rua Augusta, 1492 | @

6. Animal Chef

O hambúrguer costuma ser o ponto fraco das pessoas que dizem querer parar de comer carne – e uma falácia tão grande que nem sei por onde começar. Foi vegetariana que comi alguns dos hambúrgueres mais gostosos da vida, mas nada se comparou ao do Animal Chef até agora: lentilha vermelha, arroz 7 grãos, cenoura, beterraba, farinha de mandioca, especiarias e sal rosa. Com 150 g, ele é suculento, rosado, macio e saboroso, de um jeito que você até fica se perguntando: será mesmo? Sim!!! Assim mesmo. Numa portinha no baixo Augusta, com 3 opções: o x-burguer “tradicional”, o no pão preto com cheddar e cebola caramelizada, e o da semana, sempre com um sabor diferente. Ah, e o preço é ótimo – do combo também. Incrível!

// rua Augusta, 1036 | @

x-burguer do Animal Chef

7. Loving Hut Jardins

Mais um no esquema buffet com especialidades asiáticas, o Loving Hut é uma rede imensa de restaurantes espalhados pelo mundo, e agora tem mais essa unidade na Augusta – tem também na Vila Mariana, e dizem que é o buffet com mais variedade de São Paulo! Um pouco no esquema do Panda Vegano, durante a semana, no almoço, é por quilo, e aos finais de semana com o preço fixo de R$ 39,00 por pessoa, pra morrer de comer as friturinhas de rolinhos primavera, guiozas, inúmeros bolinhos diferentes, além das misturebas que a gente ama fazer com lasanha, arroz, comida baiana… Ai, ai!

// rua Augusta, 1961 | @

8. Homa 

No Homa, os vegetais são reis. Nenhum prato da casa leva carne, e o cardápio, que muda de acordo com a oferta da matéria-prima, garante ingredientes fresquinhos num ambiente super gostoso, bonito, com mesa compartilhada de clima descontraído. Todas as receitas são servidas em bowls, e você paga direto no caixa e retira na cozinha, bem informal. Não são muitas as opções veganas, mas sempre tem – inclusive nas sobremesas, que parecem ótimas. Além de tudo, o preço é bom para a região em que está: varia entre 25-30 o prato, que são sempre mais elaboradinhos e diferentões. Ótima surpresa!

// rua Benjamim Egas, 275 | @

9. Quintal do Centro

A minha felicidade de colocar meu amado Quintalzinho aqui é tão tão tão grande que nem sei descrever, mas vamo tentar: o Quintal é irmão do Jardin, também conhecido como minha segunda casa em São Paulo – que também tem opções de salgados veganos e serve feijoada vegana de sábado – agora faz um delicioso almoço vegano na brasa em parceria com a Free Soul Food aos sábados. Num espaço maravilhoso e aconchegante, serve vários tipos de legumes na brasa – batata, berinjela, abobrinha, abóbora recheada, milho, cebola, tomate… – com acompanhamentos como arroz, farofa, molhos deliciosos, e o destaque especial para o bife de jaca, que eu não sei nem descrever quão sensacional que é. R$ 30,00, no esquema coma à vontade, com o apoio das bebidas e docinhos incríveis da cafeteria. Meu lugar favorito do mundo? Meu lugar favorito do mundo.

 // rua Barão de Tatuí, 95 | @

o almoço na brasa do Quintal do Centro – a foto é do Rota Veg, nosso guia preferido!

10. Vegano

O Vegano tem a proposta de ser um take away – ou seja, serve pratos prontos para você levar e aquecer no escritório ou em casa – mas tem um espaço tão gostosinho que não dá vontade de sair de lá para comer não. Diariamente, posta no seu instagram as opções do cardápio, que podem variar entre feijoada, moqueca, virado paulista, paella, o PFinho do dia, e tantas outras opções criativas e de-li-ci-o-sas. Destaque também pras boas sobremesas e lanchinhos rápidos. Ponto negativo: é tudo embalado em muito, muito plástico. Mas a gente chega lá!

// rua João Moura 901 | @

Vegano só come alface, né? Difícil ser vegano, nossa…

3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *