luquinhos

luquinhos: um desafio de muóda

Um dos meu objetivos da lista ambiciosa dos 30 antes dos 30 é ficar de boas com o meu guarda-roupa, o que significa apenas ser uma pessoa minimamente contente com o que há lá dentro, de boas com uns luquinho montado, felizinha assim. Não significa parar de comprar (infelizmente), mas diminuir bastante o consumo e passar a comprar apenas o que me é muito necessário ou muito incrível. No lugar disso, aproveitar as coisas muito legais que eu já tenho no meu armário e brincar com elas, sabe assim? Outras composições, outras ideias. E, claro, me livrar dos “excedentes”, das peças que nunca serão usadas e continuam ali no armário apenas porque “vai que um dia, quando eu for chamada pro Baile da Vogue” (não vai, miga, não vai). Essas, serão/estão sendo doadas, ou revendidas – você já conhece o Rejeitados, esse bazar-brechó-loja de achadinhos tão legal?

Desde que entrei no maravilhoso mundo da internet, comecei a me interessar por moda. Não a moda das passarelas, claro, a moda dos blogs de moda. Eles foram responsáveis por um descobrimento lindo de estilo pessoal (que mudou ao longo dos anos, muito!), por um florescimento e uma imensa diversão através do vestir, em que eu me identificava, me sentia bonita, fica orgulhosa dos looks que escolhia pra mim. E, ao mesmo tempo, também foram os culpados por centenas (e talvez milhares) de dinheiros gastos de maneira compulsiva, equivocada e desperdiçada. Lição aprendida.

Hoje, não posso dizer que sou uma pessoa minimalista e que só tem o básico, não, nem de longe: ainda compro muito no impulso, ainda tremo quando chegam algumas newsletters, ainda consumo só porque vejo e acho bonito em outra pessoa (que, muitas vezes, não tem nada a ver comigo). Mas isso melhorou, eu diria, uns 80%. 90, vai. Vamos ficar orgulhosas! Hoje eu não abro o link e clico direto no “comprar”: eu espero um, dois dias, às vezes uma semana, pra ver se aquilo não foi só uma compensação pelo dia ruim. Eu evito ir ao shopping só porque é-domingo-e-não-temos-nada-pra-fazer-e-tá-frio. Eu imagino a combinação daquela brusinha com as tantas calças e saias que eu tenho e verifico direitinho se não estou comprando mais uma bendita camisetinha preta. Eu evoluí.

Mas aí o problema passou a ser outro: o armário que funciona. Comecei a perceber que eu tinha uma quantidade bem razoável de roupas que eram usadas de uma maneira bem chata, bem óbvia. Sempre as mesmas combinações que já tinham virado aquela “marca registrada”, mas que (ou talvez, por isso mesmo), não traziam mais nenhum tipo de interessância ou diversão na hora de vestir. Era todo dia um “vamo lá de novo pegar a mesma saia e a mesma brusinha”. Look bonitinho, mas ordinário.

Eu cheguei a pensar em contratar uma consultoria de estilo pra me ajudar: selecionar algumas peças muito “chave” que poderiam estar faltando no meu armário; olhar com mais carinho pras já existentes; me ajudar a usar combinações que fugissem do “cintura alta e parte de cima soltinha” que eu sempre uso. Obviamente por falta de dinheiro, essa vontade ficou guardada lá no fundo do armário. Claro: existem alguns sites maravilhosos que ajudam a gente nesse sentido e de grátis, que nem injeção na testa, com conteúdos bem incríveis: o Hoje Vou Assim [OFF] é um deles – e eu ainda vou fazer a análise de coloração pessoal com a Ana minha musa ❤ -, e existem inúmeros links incríveis espalhados aqui no blog que são de lá. Também, obviamente, temos a Oficina de Estilo, que eu ainda estou em negação que está acabando. Total negação. Não me conformo. Vou chorar, adeus. Aproveitem e leiam todo o conteúdo pelo amor da deusa!

E foi nessas andanças internéticas que eu conheci a Guid, esse mulherão maravilhoso das muóda acessível, que num momento particularmente blé de organização de luquinhos lançou um desafio bem bacana no instagram. Consistia em seguir algumas instruções para escolher as roupas durantes uma semana, sendo: SEGUNDA: tudo de uma cor; TERÇA: saia de saia; QUARTA: combine duas cores; QUINTA: use estampa; SEXTA: vá de tênis. E ganhamos com isso um BÔNUS TRACK: eu, no sábado, com um vestido estampadão coloridão bem chamativão e feliz 🙂 Agora é o momento que eu morro de vergonha e quero me esconder num buraco (o que a gente faz com as mãos na hora de tirar foto, gente?), mas seguem ibagens:

 

Vou dizer que fiquei bem felizinha com essas escolhas? Eu percebi que: 1. Consegui escolher peças que já costumo usar no dia a dia e usar em combinações diferentes do habitual; 2. Consegui combinar cores de maneira mais ousada; 3. Consegui achar divertido me vestir de um jeito mais diferentão – o que também chamou a atenção de alguns olhares tipo “por que essa menina tá toda de vermelho lhouca petralha” e eu não ligar nem um tiquinho; 4. Me deu vontade de continuar o desafio eternamente em um looping de possíveis novas combinações!

A parte ruim: agora eu quero um armário todo colorido pra parar de fingir que eu sou uma fashionista minimalista modernona e isso, sim, eu precisaria comprar! Além de mais opções de roupas que vieram diretamente dos anos 90 pro meu armário. So much pra quem queria parar de comprar roupa hahaha 😀

Estou louca pra encontrar mais desafios como esse pela internet para me dar um gás e sair da zona de conforto na hora de vestir. Você conhece algum? Me manda! Vou tentar também compartilhar mais os looks diários lá nos stories, então fica de olho no meu insta <3

11 Comments

  • Carol Justo

    Eu simplesmente amei esse desafio e vou começar o meu na segunda porque sim, ia começar hoje mas vai quebrar o inicio, então vou salvar aqui esse link e fazer ele, já estou até pensando nas combinações possíveis. Acho que tenho só UMA saia, mas vou com ela mesmo!
    Adorei <3

    Carol Justo | pink is not rose

  • Laura Nolasco - A Menina da Janela

    Menina, que incrível esse desafio! Adorei a ideia e seus looks – tô num momento meio brigando om meu armario e adorei a ideia!
    Amei seu look de quarta principalmente!
    Já viu o desafio 10×10? É pra usar somente 10 peças de roupas re-combinadas durante 10 dias… achei bem legal! A Clara, do Leuxclair, fez esse mes e contou no blog como foi… talvez te interesse!
    Beijos!

    • Isadora

      é muito muito legal, não é?
      a Clarinha (olha o comentário dela aqui embaixo!) sempre arrasa!!! vou ver esse desafio também pra me inspirar, obrigada!

  • Clara Rocha

    AMEI ESSE DESAFIO QUE VOCÊ FEZ. Sério eu acompanhei e achei tão lindo tudo que você vestiu e me deu vontade de me desafiar a fazer o desafio também, achei muito da hora!
    Gostei de saber do seu relato, é bom ver que você está nesse processo de tentar se entender com seu armário. Está tudo bem em comprar aquela roupinha que achamos bonita, não tem nada de errado nisso hehehe o importante é não se arrepender depois que compra.
    Quanto ao shopping, eu sou imune a ele. HAHAHA
    trabalhei tantos anos sendo vendedora em shopping, que posso passar por vitrines e vitrines e mesmo assim não sentir vontade de comprar nada. HAHAHAH eu acho que é porque depois de tanto viver no shopping, acabei com essa coisa dentro de mim.
    Mas nem sempre foi assim
    no começo quando não conseguia vender no dia, ia dar uma volta no shopping e sempre voltava com uma compra.
    Seja um livro ou uma roupa e uma dívida. Mas aos poucos fui perdendo isso, sério.
    O que eu mais amava era chegar de manhã no shpping e ficar vendo todas as vitrines escuras e tentando adivinhar o que era novo ali. HAHAHA mas passei a não desejar mais nada.

    Amei O CANAL GUID!

    ana do hoje vou assim off é muito divina!
    ela e thais farage são perfeitas demais!
    e gabi barbosa. ♥

    • Isadora

      pode falar o quanto quiser, sempre ♥
      eu adorei fazer o desafio e semana passada a Guid soltou outro, que eu perdi, e daí ficou frio (e eu não sei me vestir no frio) e ficou tudo confuso, mas pretendo fazer de novo, especialmente focado em roupas que eu não sei usar nem um pouco.
      e cara, eu também já fui MUITO DOIDA CONSUMISTA (e nem era porque trabalhava em shopping) e tô bem orgulhosa de ser uma pessoa mais controlada ultimamente, sabe? comprando em lojas menores, em brechós – DE OLHO NUM BRECHÓ DE UMA CERTA MOÇA AÍ…. ♥

  • Aline Amorim

    Eu sou tão basicona que acho que não conseguiria combinar coisas tão diferentes!
    Gostei muito dos seus looks, principalmente do primeiro.
    Já abri os links sugeridos aí no post para ler. Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *