viaja isa

meus lugares favoritos de SP

E cá estamos, acompanhando o resultado dessas eleições que meudeusdocéu, que medo. Apreensiva de verdade sobre como as coisas se configuram e torcendo pra que essas também sejam de mentira, como a que tivemos em 2014 pra presidente, né? ¬¬ Isso me fez pensar bastante no quanto eu gosto dessa cidade. Porra, eu gosto muito dessa cidade. Ela não é fácil, ela não é justa, ela é imensa e cheia, cheia, cheia de problemas, mas cara, como eu tenho carinho por ela ter me acolhido, por ela deixar a gente ser quem a gente quer ser (mesmo que a gente não saiba).

Passando um final de semana lá no canto de onde eu vim – que nem é tanto interior assim! – fiquei com saudade. Cheguei em casa e o Minhocão, dessa vez, não estava fechado: vi aqui da janela uma porção de carros pra lá e pra cá, no lugar das bicicletas e catiorríneos que costumo ver aos domingos. Da janela de casa, sabe? Tem muita gente que torce o nariz: como assim, você mora do lado do Minhocão? Como assim, você acha bonito ver o Centrão da janela? Essa cidade é mesmo muito doida e faz a gente aprender a ver beleza em tudo, no cinza, no concreto, no asfalto, em pequenas vitórias cotidianas. Quem falou bonito sobre isso foi a linda da Nicas, vocês já leram?

E como eu sei que muita gente tem curiosidade sobre os lugares que eu acabo visitando na minha rotina aqui pela região do Centro/Santa Cecília, resolvi fazer uma listinha rápida dos preferidos, aqueles que fazem parte quase que todo final de semana – porque a gente também pode ter comunidade mesmo no meio dos prédios, viu?

// Jardin Plantas e Flores + Jardin Cafeteria: assim que eu pisei nessa lojinha pela primeira vez sabia que não tinha mais volta. Era amor eterno, amor verdadeiro. A Jardin é uma lojita de plantas e flores (jura?) que fica na frente da pracinha da Biblioteca Monteiro Lobato, então, cesvejem, já começou difícil. E nessa onda de ser a louca das plantas, eu posso dizer com propriedade: são as bichinhas mais highlanders e bonitas que eu tenho – vencem, inclusive, as investidas do gato-vaca Raposo aqui de casa. Daí que além das plantinhas em si, além do gosto incrível pra itens de decoração e outras coisinhas que tem na loja, veio a ideia sensacional de expandir e criar o quê? Um café. é um dos ambientes mais aconchegantes que eu já conheci. E não posso terminar esse post sem dizer: comam o brownie (como também as empadinhas deliciosas, o pão de queijo, o cafezinho coado, os sucos, os bolos absurdos). Sério: comam o brownie.

Jardin
@jardindocentro e @jardincafeteria 

// Parque Minhocão: chamem pelo nome social. É engraçado pensar como pode ter tanta vida num troço gigantesco de concreto e asfalto – e tem. Tem todo sábado e todo domingo e toda as noites. E deveria ter mais. É triste pensar na carência que a gente tem de espaços mais “adequados”, que fazem com que a gente precise amar tanto uma avenida ou um viaduto. Mas a gente ama. O Minhocão, que vira parque cheio de bicicleta, skate, patinete. Cheio de cachorro e criança. Com peça de teatro, com exposição, com todo tipo de esporte, com piquenique. Com uma luz que só tem lá. Com todo tipo de gente – com todo tipo de gente, do jeito que tem que ser uma cidade. Convivendo.

Parque Minhocão
meu coração é mudérno <3

// Parque da Água Branca: esse tá mais lá pra Pompéia/Perdizes que pro Centrão, mas considerando que eu chego com 5 minutos de busão, tá dentro. O Parque da Água Branca é o tipo de parque que eu gosto: que faz a gente esquecer da cidade. A começar que tem um monte de bichinho solto: galinhas, pintinhos, patos, tartarugas, gatos e até um ou outro macaquinho ocasional. É uma graça! (Mesmo pra quem morre de medo, não que eu seja uma pessoa dessas). É um parque bem cuidado, com um monte de espaços e atividades pra galera, e com uma feira de produtos orgânicos incríveis que acontece terças, sábados e domingos, das 7h às 12h. E ainda dá pra tomar um café delicioso por lá, também.

Parque da Água Branca
macaquíneo!

Se tiverem a oportunidade, visitem esses lugares – e me chamem pra comer um brownie!

25 Comments

  • Nicas

    Vizinha! <3 Obrigada pela indicação do post e pela indicação dos lugar tudo que eu vou visitar antes de isso aqui se transformar em Sin City. Eu amo o centro sabe, queria cortar ele fora de São Paulo, porque se a gente puder salvar um pedacinho só (e a gente vai precisar salvar nos próximos 4 anos), como não salvar o lugar que tem o Minhocão, né?

    Não conhecia o Jardin, já amo, já vou virar miga.
    Parque Minhocão: quem não ama, tem probleminha. Meu sonho é que seja parque 100% do tempo. Queria andar lá todo dia, mas começar 21h30 já fica meio tarde. 🙁
    E Parque da Agua Branca já queria conhecer por conta do galo ELEGANTÉRRIMO que você postou ontem.

  • Tati

    Moça, que gostoso deve ser conseguir ver o Minhocão da janela! <3
    Acho que só quem é urban conceitual from Av. Paulista entende como é bonito ver os prédio tudo né?
    Não conhecia a Jardin, mas já deixei anotadinho!
    Não confirmo e também não nego que tava dando AQUELA olhada no seu Instagram, e precisava falar que adorei sua fotínea com o cachecol vermelho, porque ficou muito bonita! (E porque eu amo vermelho) (E amo cachecol)
    Abracinhos <3

    Novembro Inconstante

  • Karine ? coffee & flowers

    desde que vi sua foto desse jardin plantas e flores, fui logo stalkear > curti fanpage deles, vi o endereço e mandei pra Cláudia falando algo do tipo: precisamos ir nesse lugar plmdd. HAHHA ainda não fui, mas tá na minha listinha <3

  • Jess

    que belezura. É raro alguém gostar mais da região do centro histórico. Eu sou a pessoa que vê beleza em cada prédio dessa região, das misturas de estilo, o novo e o velho juntos. São Paulo é encantadora.

    mas não conheço esse café. Fiquei muito tentada a ir!

  • Camila Faria

    Eu fiquei tão tensa ~ e tão triste ~ com o resultado das eleições por aí Isa. Me deu um desânimo, uma falta de esperança geral… mas aí eu lembrei que quem faz a cidade e as coisas acontecerem somos nós, num nível muito individual e particular, e até que deu para voltar a ter um quentinho no coração. Torcendo para resultados menos apocalípticos aqui no Rio. ♥

    Adorei conhecer esses seus cantinhos queridos. Agora só falta um tour personalizado. Cobrarei no futuro.

    Não Me Mande Flores

  • luisa

    finalmente voltei a usar o feedly (sdds google reader), coloquei seu blog lá e vi esse post maravilhoso! todo domingo que eu quero comer fora eu penso “a isa vai em tanto lugar legal, se eu tivesse pelo menos uma recomendação…” hahahah
    claro que o post não é bem isso, mas adorei ler tuas impressões da cidade. ontem mesmo tava falando com a anna que esse pedacinho da cidade é maravilhoso. e ela disse que escolheria morar por aqui tb <3 estávamos justamente falando sobre o jardin!

  • Gabius

    Quero TANTO ir no minhocão pra ver como ficou o espaço, ele abriu para o público logo depois que me mudei daí. E o parque da água branca é um lugar muito especial, outras vibes dos parques mais famosos da cidade, como vila lobos e ibira.

    bêjo.

  • Maly

    Eu, como boa paulistana, tenho uma relação de amor e ódio com SP. Não acho a cidade bonita, acho que a maioria das pessoas não tem qualidade de vida – e dificilmente terá algum dia. SP suga a alma. O trânsito, o cinza, o ritmo, a violência. Mas, assim como você disse, SP deixa a gente ser quem a gente quiser. E eu já fui várias marianas em SP. SP tira a gente da zona de conforto, joga no caos… Mas um caos legítimo, sem hipocrisia. SP tem uma beleza bruta e, de vez em sempre, surge uma poesia em forma de flor, música, evento interessante & gente boa no caminho. E aí a gente se apaixona de novo.

    Só conheço o minhocão dos lugares que você citou. Vou colocar na lista para quando eu chegar na selva de pedra. 🙂

    • Isadora Attab

      Você descreveu SP muito bem, é isso mesmo: um caos legítimo; Eu, pelo menos, ainda estou na fase de começo de namoro, em que, apesar dos pesares, tenho certeza que esse é o meu lugar.

      Vai sim, vc vai gostar 🙂

  • Katherine Farias

    Ai, esse blog é um tantão amor. Sabe Isa, minha irmã morou um tempo em SP (não vou arriscar dizer aqui quanto foi, pois não sei, mas acho que mais de seis meses) e acabou que nunca consegui visitar ela. Acabou voltando antes. Mas assim… morro de vontade, né? Tem tanta coisa pra oferecer, tanta, que nem sei. Lamentei muito o resultado das urnas por aí, mas vamos ser otimistas e esperar coisas boas. Por mais difícil que seja. Esses lugares que tu indicou, principalmente a loja de plantinhas… deve ser demais! Bj, bj!!!

    http://www.eususpiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *