do coração

é mais fácil ser legal

Não precisa ser bocó – ainda que de vez em quando a gente seja bastante -, mas é mais fácil. Responder com “bom dia, tudo bom e você?”, olhar no olho, sorrir ao invés de franzir. Segurar a porta não machuca ninguém. Se afastar um pouquinho não faz mal nenhum. Não tirar o corpo fora quando você pode dar uma mãozinha, estender um pouco o braço quando alguém precisa, gastar aqueles três segundos a mais para não fazer mal a ninguém, respirar, o mundo não está contra você. É mais fácil ser legal e sorrir sempre, e às vezes sorrir sem querer muito, porque vai que a outra pessoa só estivesse precisando de um sorriso, vaique. Não tá certo, não é fácil, ninguém deveria despejar em você o peso que está carregando, mas pode ser o seu “tudo bem?” que alivia dali um pouco de todo o peso do mundo, pode ser que sim, quem sabe.

É muito mais fácil ser legal e ficar feliz com o sol, com o horário de verão, com a chuva e o frio e o cinza também, ué, que problema tem? É mais fácil deixar cada um gostar do seu carnaval, quatro dias não vão matar ninguém. É mais fácil ficar feliz e aproveitar, reclamar dá mais trabalho, derruba a gente, enterra, arrasta quem está em volta junto, não brilha, encerra. É mais tranquilo ir com calma, pensar por dois segundos “mas se o outro tá feliz, que mal faz?”, é mais fácil dar um voto de confiança, ainda que depois a gente volte atrás.

É mais legal com a gente tentar ser legal.

15 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *