diarin

diarin #6 – continuamos por aqui por enquanto

Oi gent. Cês tão boa?

Venho cá eu depois de um sumiço programado e dolorido por meio deste vos questionar: devo eu ter uma newsletter? Eu devo ter uma newsletter e manter o blog? O que vocês pensam a respeito disso, meu povo? E sobre a vida? E o Universo e tudo o mais?

Pois bem, esses pensamentos têm assolado meus últimos dias. Rolou até uma conversa no tuínter em que digníssimas arrobas queridas da minha vida insistiram para que isso acontecesse, mas meu coração-flogão ainda me prende por aqui. Ou não? O que eu faria numa newsletter diferente daqui? Onde vocês estão?

São questões.

TÔ ASSISTINI
Categoria Assisti e foi gostosinho:
BlackishHow to Live With Your Parents (For The Rest of Your Life)How to Get Away With Murder, Black Mirror (defina “gostosinho”); Categoria Comecei e já abandonei: The Good Place (merece segunda chance), The Fosters, Paranoid, The ExpanseCategoria Assisti até o final por pura raiva e vontade de morrer: 3% – meu deus do céu que coisa ruim; Comecei detestando e terminei adorando: Westworld; Categoria Tamo assistindo: Designated Survivor sdds Jack Bauer, Brooklin Nine, This Is Us;

Fora isso, teve Gilmore Girls – Um Ano Para Recordar. Mas eu não sei falar sobre isso.

E, no quesito cinema, foi um mês animadinho e cheio de coração quentinho, com Animais Fantásticos e Onde Habitam, o ótimo Doutor Estranho #cumberbitch e, em breve vai ter mais Star Wars pra deixar todo mundo feliz. #gratidão eu diria.

TÔ LENI
Elena Ferrante Elena Ferrante Elena Ferrante. Estou lendo Elena Ferrante. Quer dizer, acabou. Acabou o pesadíssimo A Filha Perdida, que desgraçou tudo da cabeça mesmo, e depois acabou História de Quem Foge e Quem Fica – terceiro livro aguardadíssimo da tetralogia, achei um pouco menos cativante que os dois primeiros, mas a história TÁ CADA VEZ MAIS TRETA SOCORR. Acabou e a gente ficou como? Desgraçada da cabeça. Daí resolvi ler O Ano Em Que Disse Sim, da marabijosa Shonda Rhimes que mulher – aproveitando a deixa de bichar (pesquisem) com a miga Analu, e descobrindo o inevitável, que eu sou horrível nisso. Mas tamo seguindo, e é engraçado e levinho e auto-ajuda, tudo o que precisávamos depois de desgraçar a cabeça com Elena Ferrante.

TÔ FAZENI
Basicamente, esse foi um mês dedicado a esse serzinho pretinho bonitinho pequenininho destruidorzinho de plantíneas aqui. Conheçam a Baunilha, nova integrante da República Comunista Bolivariana do Minhocão, vulgo casínea. Há algum tempo que pensávamos em adotar um gatíneo filhote e, bom… A gente viu a foto de uma bebê pretinha chama VANUSA na ong e no dia seguinte estávamos agarrados na bichinha. Claro que rolou uma adaptação treta por aqui, mas dessa vez, bem mais rápida: alguns uivados, alguma vingança contra os humanos, alguns dias me ignorando mais do que o normal, e agora voltamos à programação normal de amor e ronrons.

E um filhote. Gente, vocês já tiveram um filhote de gato em casa? JÁ? Vocês sabem o que é ter um bichinho do tamanho da sua mão dormindo em cima da sua cara porque não tem a menor noção de espaço? Caçando o próprio rabo por aproximadamente 15 minutos? Tentando pular em cima da cama e caindo no chão porque não alcança? Eu recomendo.

Esse foi um mês mais caseiro, com menos grana e menos motivação. Mas ainda deu pra ir assistir o ótimo Rocky Horror Show numa adaptação beeeem divertida, pertinho de casa e com uma amiga querida. Também, recomendo. Menos que filhote de gatinho, mas ainda assim, vale a pena!

Comprei um computador novo, que tá deixando minha vida internética mais interessante. Pra vocês terem uma ideia, meu computador antigo, além de uma mancha de 4 dedos no lado esquerdo da tela muito black mirror isso gent, não me permitia abrir um navegador + outro programa randômico como, por exemplo, o Word. Ou o Spotify. O Photoshop? Puf. Explodia. Então eu peguei todo o dinheiro que não recebi com o 13º e investi num bichinho novo prateado rapidinho cheio dos balangandã tecnológico com a assistente pessoal robô Cortana. Tô adorando.

OS TOMBO QUE EU TÔ LEVANI
Vai chegando o final do ano e a gente tá como? Cansada, exausta e tentando resolver as tretas da vida que não resolveu nos outros 11 meses e 12 dias. Uhum. E quanto mais treta a gente tenta resolver o que acontece? Aham, mais treta surge. A progressão é mais ou menos assim: tenta fechar uma das 3 contas no banco pra parar de pagar taxa desnecessária > Descobre mais 2 contas abertas > Pede pra fechar as 4 contas > Perde o RG na tentativa > Precisa do RG pra justificar o voto que não votou no 2º turno > Acha o RG > Perde a guia do exame > Pede o encerramento da conta empresa > Precisa do título de eleitor regularizado… E assim segue a vida.

E tem o país né, gent. E tem o mundo. Que a gente finge que não tem pra não sofrer mais.

OS PULO QUE EU TÔ DANI
Minha gent, eu parei de comer carne. Tá, talvez seja muito cedo pra falar isso, “parei” assim, mas eu tô nesse processo. E olha, tá sendo bem sussa. Muito fácil de adaptar, muito gostoso de cozinhar, muito tranquilo de passar sem. Até agora, os problemas figuram em dois pontos bem específicos: salsicha (sim socorr) e shopping. Shopping é muito deprê se você não come carne, gente, só sobra aquele brócolis velho do Viena. Mas ok, fica como mais uma dica de detox, né. Se me tornarei uma pessoinha absolutamente vegetariana? Acompanharemos.

essa edição num tem foto bonitínea

 

E sobre a newsletter: esse não seria tipicamente um post de newsletter? Seria, não seria? Então, qual seria o post que deveria entrar aqui, no lugar dele? Nenhum? E morrer aos poucos? E a dificuldade de abandonar meu posto na internet que ocupo com tanto carinho desde… 2007? São mais questões.

Aguardo ansiosamente a enxurrada de respostas de vocês com a hashtag #ficaisa.

14 Comments

  • K.

    ai ke saudade que me deu de ter um gato nenenzin em casa, gente <3 é a melhor coisa do mundo. lembro quando a summer escalava minhas pernas todos os dias de manhã, minhas calças viviam com fios puxados, minhas pernas todas cheias de feridinhas, mas eu amava tanto <3 HAHAHAHAHAHA e adaptação com gatinio novo é sempre meio treta, né? esses felinos são muito temperamentais, huahuahua mas enfim, que bom que deu tudo certo, a baunilha é muito linda, vontade de apertar, nhoin. e miga, sobre newsletter, eu amo ler o que você escreve, mas em um geral eu não aderi a essa tendencia pq tenho uma agonia de email não lido na minha caixa de entrada que cê não tem noção, e nem sempre dá pra ler na hora essas coisas mais elaboradas, né? por isso ainda prefiro os blogs. mas enfim, qualquer coisa que você escrever vai ser lindo, e aguardando o seu parecer sobre o revival de gilmore girlsssss, flw bjssss

  • Claudia Hi

    Há tempos que quero ter um gatinho em casa (pode levar nos dois sentidos tá), mas já tenho uma cachorrinha que fica sozinha o dia todo. Fico meio triste por ela. Então acho que seria muito egoísmo da minha parte ter mais um animalzinho e largar ele lá em casa sozinho…

    Eu também tive muitas dúvidas sobre criar uma newsletter. Mas acho que consegui separar bem. Na MINHA mais singela opinião, acho que seus textos tem cara de newsletter, mas se você realmente criasse uma newsletter, acho que você poderia escrever sobre outras coisas por aqui. Tipo, não sei o quê! Haha, ajudei super né?! De qualquer forma tô no time do #ficaisa forever! ♥

  • Ramina Ferreira Xavier

    Gosto de você aqui. #FicaIsa Minha caixa de entrada tem só 100 News que eu ainda não li. SOCORR

  • Gabius

    Oi Isa, eu tô boa, e você? Menine, o que foi Westworld? Minhas estruturas foram abaladas. J.J. Abrams e a Bad Robot junto com HBO nos proporcionando essa belezura de série.

    Assisti o primeiro episódio de Girlmore girls novo e gostei. Não tinha criado muitas expectativas pra série, apenas gostei, achei um ótimo revival.

    Esses dias peguei Rupauls Drag Race All Stars pra assistir. Já amo. Fiz o download da primeira temporada, quero acompanhar desde o começo.

    Tamos acompanhani as peripécias de bauni no insta stories e tamos amani ❤

    Fim de ano é sempre aquela loucurinha, né? Por aqui o cansaço tá mandando abraços.

    Depois conte-nos mais sobre seus dias sem carne. Não faço questão de comer carne todos os dias, mas acho que não tiraria da minha dieta. Vem mostrar umas receitinhas boas pra gente se inspirar.

    Sobre a newsletter, acho que se você está com vontade de fazer, experimente. Se sentir vontade de diminuir a frequência de posts por aqui, faça isso também! Particularmente as newsletters não me conquistaram, prefiro o blog.

    bêjo Isa.

  • suelen muniz

    Oi Isa,te acompanho já faz um tempo bom e amo esse blog,a maneira como você escreve,enfim.E mesmo sumindo às vezes tudo bem pq acho que a gente tem os momentos de postar no blog.Tem horas que tudo o que queremos é estar fazendo posts por toda a vida e outras horas queremos apenas ler os blogs amigos ou assistir ou ouvir música.São os ciclos da vida.E se vc quise fazer uma news,tamo junto,seria mais uma maravilhosa news pra seguir.
    Mas acho que vc não precisa abandonar o blog,dava pra fazer os dois conforme for a tua vontade de falar.
    Beijoo?

  • Katarina Holanda

    #ficaIsa Eu to acompanhando algumas newsletters, mas confesso que deixo acumular um pouco. 🙁 To mais familiarizada com os broguinhos, então prefiro por aqui mesmo. Mas vou continuar lendo em qualquer lugar.

    Teu TÔ ASSISTINI foi tipo a minha vida, mulher.

  • Tati

    Miga, sobre a newsletter: eu entendo que repentinamente a blogosfera toda parece ter mudado de casa, mas olha, de verdade, eu acho interessante manter os dois, porque por exemplo, pra mim, que criei uma news, são duas experiências diferentes e eu fico feliz fazendo ambas. A news eu deixo pra falar coisas que sei que se jogar no blog pode dar b.o pro meu lado (heh) e acaba sendo mais gostoso porque as assinantes acabam desabafando sobre coisas semelhantes comigo e quando vou ver tô fazendo amizades <3 Mas ao mesmo tempo o blog ainda me traz muito conforto, porque sinto falta dessa coisa de ter um layout e preocupações com a aesthetic dele hahahaha. MAS É SÓ MINHA OPINIÃO, e você mantendo aqui, só a news, ou os dois ao mesmo tempo, de qualquer forma continuarei a acompanhar! <3

    Novembro Inconstante

  • vaneça

    – pfv não vá pra newsletter, eu tenho uma aba inteira não lida no gmeio pois odeio formato?????

    – miga, depois de uns tempos, cê NEM ENXERGA MAIS as carne do xópem, pode ficar sossegada. tormento mesmo é apenas comer na casa dos outros ou tentar dividir pizza. e só. 🙂

  • Pablo

    Nhóin… eu quero gatinho filhote também! :/
    Minha mãe não gosta de gatos, ela tem um preconceito esquisito que nem sei explicar. Já falei pra ela que são até mais limpinhos que os cães (que temos), mas né? Fica pra quando eu morar sozinho.

    Sobre a newsletter, eu também fico no mesmo impasse! Acho complicado criar dois conteúdos, um pra blog e outro pra news… tem dia que não consigo criar nem um! A minha newsletter (quase falida (pouco mais de 20 seguidores), vale salientar) serve só pra colocar o comecinho de cada post que vai pro blog, serve mais como um aviso “tem post do blóngueeeém!”.
    Eu acho o seguinte… ou é blog + newsletter (com conteúdos diferentes ou não), ou é só blog! Abandonar o blog está fora de cogitação, néa? 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *