coisas da vida

coisas que eu aprendi (e que preciso lembrar)

Eu poderia chamar esse post de “Coisas que eu vou passar para a minha filha” – porque zero chances de eu ter um menino, se isso acontecer, vocês vão ver realmente o poder da ditura gayzista – mas já basta estar todo mundo aqui achando que eu terminei o relacionamento risos, vocês também vão achar que eu estou grávida. Apenas de olho em vocês.

Mas, do alto da minha sabedoria adquirida aos vinte-e-oito-quase-vinte-e-nove, posso dizer que aprendi alguns truquezinhos básicos pra sobrevivência nesse mundão de minha deusa e queria deixar registrado para a pequena futura mini-Isadora, para vocês, para mim, para quem quer que seja.

  1. Aprenda a nadar: vai ter uma época que vai ser bem chato, a coisa do cabelo molhado, a coisa do maiô – nunca deixe ninguém dizer que você não deveria estar usando maiô, ok? Mas aprenda a nadar, pelo menos a boiar, com certeza a dar umas braçadas pra não morrer afogada. O mar cura a gente.
  2. Alongue-se diariamente: se você tem flexibilidade, não a perca. Se você não tem, conquiste-a. Sério. É muito bom ser alongada e flexível, e muito difícil de conseguir ser depois de um certo tempo.
  3. Descubra quantas línguas você puder: não precisa ser fluente em todas elas – mas seja e inglês e na sua. Valorize a sua língua materna. Procure saber o básico de alguma língua que te emocione, cante em outro idioma, tente ler um livro. A gente conhece o mundo através das palavras.
  4. Aprenda e aplique tudo o que você puder sobre dinheiro para que dinheiro não seja um problema fundamental pra você: infelizmente, sempre vai ser um problema. Não deixe ele ser maior que os outros, maior que você, maior que as pessoas.
  5. Faça as coisas porque você sabe que elas são certas: muitas vezes as pessoas vão responder com o que elas têm, com o que elas podem, e vai te machucar. Vai dar vontade de desistir. De nunca mais tentar. Mas faça as coisas que você sabe que são certas, e boas, e que não vão machucar ninguém intencionalmente, por você.

Sabedoria é isso aí, né mores. Quanto mais a gente apanha, mais maravilhoso a gente fica, heh.

24 Comments

    • Isadora

      com toda certeza, andar de bicicleta! eu aprendi ano passado e, até agora, ainda não fui no Minhocão nenhuma vez? é mais um dos planos até os 30, viu? vamos ver se rola!

  • Carol Justo

    Adorei esse post!
    Alongar-se diariamente é algo que estou precisando, também to precisando fazer meditação diariamente, acho que vou por esses dois itens nas metas de 2018, mas já vou começar agora!
    Aprender a nadar eu nunca aprendi, sempre tive medo, não sei porque… Eu não tenho medo da piscina mas de me afogar tentando aprender a nadar, acho que isso se chama loucura.

    Carol Justo | Pink is not Rose

    • Isadora

      isso da meditação é algo que me intriga muito, eu preciso tirar um tempinho pra me dedicar a entender melhor como funciona e tentar! tenho certeza que vai me trazer coisas boas ♥

  • Neila Bahia

    crtl+p. Pq imprimir eu preciso! Obrigada, Isa! Esse post foi muito útil pra mim. Queria saber se você conhece algum vídeo legal sobre alongamento, tô nessa vibe mesmo. Faço busca, mais ainda não consegui achar um que eu me identificasse. Você costuma assistir? Se sim, poderia me indicar? Mais uma vez te agradeço. Bjocas! #vimdanewsletter 🙂

    • Isadora

      ah, que bom que vc gostou ♥

      eu não sei de nenhum canal específico, mas o Bloglates, que tem vários programas de exercícios em casa, tem alguns especiais de alongamento. eu já fiz alguns e achei bem bacana, só tem que tomar cuidado pra não se machucar, sabe?

      obrigada pelo carinho, querida, seja sempre muito bem-vinda!

    • Isadora

      dinheiro é a mais difícil delas, né? e eu acho muito complicado pq, uma vez essa parte da vida estando instável, a gente dá uma perdida em todas as outras – e não deveria ser assim. por isso que acho tão importante a gente aprender a lidar de uma maneira saudável com ele 🙂

  • Ana

    Nossa, sim, sim e sim, Isa! Aliás, essa de perder a flexibilidade bateu fundo no meu coração pq hoje eu mal consigo abaixar pra pegar a caneta que caiu no chão e quando eu fazia balé praticamente me dobrava ao meio sem dificuldades. Queria imprimir essa listinha e colocar na parede, acordar todos os dias e ler antes de começar o dia.

    • Isadora

      menina, sério: é horrível dizer mas eu tenho uma inveja profunda de quem é naturalmente flexível. agora que eu tô fazendo atividade física eu vejo o quanto me prejudica não ser minimamente alongada, sabe? deveria ter investido nisso? deveria. agora tem que correr atrás do prejuízo hahahaha

      obrigada pelo comentário, lindona ♥

  • Jessica Lorena

    Que post gostoso de ler, coisas simples do dia a dia que gente deveria saber mas né… Aprender uma nova língua é bastante motivador, porque vem a vontade de viajar loucamente hahah é desmotivador saber que dinheiro é sempre considerado um problema, pior, é sempre um problema. Acabei de descobrir seu blog, mas nossa foi um achado e tanto

  • Natália

    Acho que eu incluiria o hábito de beber água e saber respirar. A água porque a gente cresce pensando que “refrigerante mata a sede”. E respirar, porque a gente se esquece de fazer isso ao longo do dia, quer dizer, dar aquela respirada de encher os pulmões com ar. Inspirar e expirar.

    De todas as dicas que você postou, eu preciso me esforçar mais na 2 e na 3. 🙂

  • Herbie Santos

    Ditadura Gayzista huehuehue
    Das 5 coisas que você citou, eu preciso trabalhar a 1ª e a 4ª. Eu ainda não sei nadar. Na verdade eu nem lembro mais da última vez que eu entrei em algum lugar com qualquer tipo de concentração de água huahuahua. Já com dinheiro, estou bem ruinzinho ainda! Além de ser um mero estudante quebrado em início de carreira, tem horas que faço caquinha gastando com besteiras. Preciso mudar isso, pois quero um dia poder comprar “brusinhas” no débito à vista HUE!

    • Isadora

      menino, num faz isso, água purifica a gente ♥ vamo aprender a nadar? preciso muito!
      dinheiro sempre pega bastante e a gente tem que entender que ele tem que ser vir de MEIO, não de fim, né não? senão a gente inverte todos os princípios corretos 😉

  • Tany

    Puta merda, obrigada. São as coisas que eu passaria pra minha filha (não quero menino também) com certeza, principalmente os últimos três já que a primeira ela vai aprender querendo ou não.
    Deu saudade do mar.

  • Andrea

    Que listinha amor! Eu sonho em aprender a nadar, mas sem a parte de colocar roupa de banho, comofäs? 🙁 Nem lembro a última vez que entrei numa piscina…
    E menina, eu faço Pilates e os instrutores ficam chocados de como sou flexível, mas depois ficam desiludidos de como eu não tenho força, nenhuma. Do tipo não conseguir manter a perna levantada centímetros do chão. Não podemos ter tudo, né? ¯\_(ツ)_/¯
    E alemão, se prepare que aqui vou eu! (Depois de melhorar no inglês, claro).

Deixe uma resposta para Isadora Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *