About Isadora Attab

http://eagoraisadora.com

27 anos, SP. Gatos, plantas, decoração, DIY. Coisas bonitas e pipoca. Peixes-Sagitário-Leão. Escrevo porque sou preguiçosa demais pra desenhar.

Posts by Isadora Attab:

#2

Tem dias que tudo é estranho, que nada serve, que nada encaixa, que a curva do braço esbarra na beira do peito, que tudo é grande demais feio demais desajeitado demais, que parece que você tá vestindo uma roupa apertada por baixo das suas roupas imensas que tentam te esconder por completo, que nada se encaixa, que tudo incomoda, que tua coluna tá torta, que tua espinha tá bamba, que tua cabeça pesa teus peitos teus pés escorregam teus pés doem.


~ arquivão das férias das coisas bonitas que nunca postei por motivo nenhum (mais aqui)

 

favoritos #27

favoritos27

Eu não consigo achar onde que eu encontrei essa imagem mas vocês estão vendo esse tapete? Estão? Espero que estejam | Esse complexo de apartamentos que fica na Espanha e eu não tô sabendo lidar | Absolutamente tudo da Rifle Paper Co. | Já falei que tô apaixonada por papéis de parede coloridos e estampados? Então.

// Feist Wants to Ask You Some Questions About Sadness;

// Picnic de outono – Receita de sanduichinho vegetariano com pasta de grão de bico e pepino, no Das Coisinhas;

//  Playlist especialíssima só de mulheres incríveis da Maria Clara Villas e da @nathiuria;

// A Anna Terra, do Ideias de Fim de Semana, contou um pouco do sentimento de viajar sozinha;

// Oliver Jeffers eu te amo com todas as minhas forças;

// Acho que deu pra ficar claro que a minha vontade de sumir no meio do mato (ou do deserto, no caso) está cada vez mais forte, então vocês imaginam minha inveja ao assistir ao vídeo do Dele e Dela contando sobre a noite que eles passaram em um trailer no meio dos cactos <3

// Você não precisa amar seu corpo, ok? No Modices;

// Cara gente branca, não é pessoal, é estrutural, no Olga;

// Dicas Ayurveda pra vida, no Apezinho – parece bruxaria, mas é só um monte de dicas fáceis e bem delicinhas que, só de ler, a gente já sabe o bem danado que vão fazer pra gente 😉

as fuck

A gente escolhe uns caminho que não têm volta, né? A gente escolhe, defende, se posiciona. A postura muda. Não emudece mais. A gente se posiciona e não leva mais desaforo, e não cai mais no “mas é o jeito dele” e no “deixa pra lá que nada vai mudar”. Tudo vai mudar. A gente se posiciona, a gente escolhe, muda a postura, a gente grita, a gente levanta, a gente bate tambor e bate bunda e bate cabelo. E não tem discussão ganha e não tem briga acaba, a batalha é todo dia – e quando cansa a gente se abraça e levanta. A gente escolhe uns caminhos que não têm volta e ainda bem.

30 antes dos 30 – Tirar os dentes do siso

Uma história de superação.

Vamo contar a história da pequena Menina Isadora.

Pequena Menina Isadora sempre foi uma menina muito metida a forçuda. Pequena Menina Isadora sempre foi brigona e briguenta, sempre achou que dava conta de todas as intempéries, sempre foi de fazer esportes brutos, de se provar. Fugiu da aula de balé pra fazer taewkondo, quebrou o çu jogando futebol cos meninos, perdeu o tampão do dedão no asfalto mais vezes do que pode recordar. Menina Isadora sempre se orgulhou de ser uma menina brutalhona e fuck the police esteótipo de gênero.

Mas. Menina Isadora morre de medo de dentista.

É um medo, assim, que é um pavor. A internet deve estar recheada de textões sobre a diferença entre medo e fobia, declarações apaixonadas sobre não brinque com o meu medo, o que é banal pra você pode ser um gatilho pra mim, e, se ainda orkut tivéssemos, certamente haveriam grupos seccionados em Eu Tenho Medo de Brilho Labial. Certeza. A questão é que eu tenho e sempre tive um medo do caralho de dentista de ficar suando na cadeira durante a aplicação de flúor hardcore passar vergonha dar tontura cair pressão.

Obviamente patético. O que nunca me ajudou a superá-lo.

Desde os 17 anos menina Isadora precisa extrair os dentes do siso. Menina Isadora foi lá em algum dentista aleatório e ele disse que eita tá tudo torto vamo fazer um raio x e extrair tudo. Menina Isadora começou a chorar na palavra “raio”. De pânico. Chorar e suar na cadeira de dentista. Desde então, nossa protagonista já passou por mais 10 dentistas – considerando (mentira) que ela vai ao dentista uma vez ao ano (mentira) – ignorando solenemente a recomendação “você precisa extrair todos seus quatro dentes do siso mas não dói relaxa vai dar tudo certo todo mundo faz isso” porque:

  1. Não dão anestesia geral para extração de dente do siso;
  2. Eu não posso fazer essa cirurgia chapada;

Logo, segui a vida, fazendo posts em que vocês me zoaram sobre a necessidade urgente de arrancar logo essas merda.

Eis que Menina Isadora foi recentemente fazer a sua visita ao dentista depois de muito tempo sem fazê-la talvez dois anos não nego nem confirmo e a conversa a seguir ocorreu:

Dentista: – Hmmmm, ahammmm, estou vendo aqui os seus sisos…
Menina Isadora: – HhJAHJHsnajhHAsnasnaysamenenammmm [EU SEI DOTORA EU TENHO QUE TIRAR DESGURPA EU TENHO MEDO SOCORR]
Dentista: – Nossa, eles são bem grandes pra sua arcada dentária, né?
Menina Isadora: – HAHJEnasnasuwwebnasdbaueera [MINHA NOSSA SENHORA EU VOMORRE]
Dentista: – O bom é que sua boca tem bastante espaço e todos nasceram direitinho, só falta um terminar de nascer aqui embaixo, parabéns.

.

.

.

.

.

.

.

PARABÉNS.

OK?

Eu fui parabenizada pela dentista por ter espaço suficiente na minha boca para comportar todos os meus quatro magnânimos dentes do siso e nunca mais vou precisar pensar em extraí-los pois eu sou fodona parabéns pra mim rainha da higienização bucal.

 

ff6cc1f65692599c375f768e70672220

Então é isso. Fuck the police.

Não façam isso em casa plmdds.

 


esse post faz parte da série ~30 antes dos 30~, lista ambiciosa de coisas que eu separei pra fazer antes da fatídica idade chegar. você pode acompanhar meu fracasso por aqui – mas eu torceria por mim. estou torcendo. vamos lá.