coisas da vida

as séries que estou assistindo – a volta dos que não foram

Tá aí uma constante nessa vidinha de meu deus: assisto compulsivamente a séries. Todo dia. Maratonas no final de semana. Séries sem fim. Assisto séries para matar tempo enquanto minha série não volta ou eu não descubro uma nova série favorita. E as da vez são:

Sons of anarchy: cabô. Eu comecei a assistir e já tinha acabado, na real. Acabou esse ano. É uma série sobre uma gangue de motoqueiros no fim do mundo dos EUA, com problemas de motoqueiros e vida de motoqueiros… Não sentiu uma empatia? MANO É MUITO BOM. É viciante. Você sempre quer mais. E tem a bundinha do Jax. E tem o Opie, meu marido:

Na real fica bem ruim nas últimas 2 temporadas, mas qual série não fica? Breaking Bad é a resposta.

Better all Saul: nhé. Nunca vai ser Breaking Bad. Beijos.

How to get away with murder: ai, gente. Tinha tudo pra ser maravilhoso, né? Tem a diva-mór-surpresa da Viola Davis sendo apenas a advogada fodona do Universo que livra todo mundo da prisão. Tem a Shonda Rhimes, essa coisa abençoada que fez Greys Anatomy (xiu, o pau vai comer se reclamarem). Tem assassinato. Tem investigação. Tem mistério. E tem as atuações mais bestas e os personagens mais rasos e MEU DEUS antipáticos da história da televisão desde a Paolla de Oliveira. Nada cola. Nada. Vontade de continuar assistindo? Zero.

House of cards: não vai ser a minha resenha que vai convencer vocês que essa é uma das melhores séries já feitas, então eu vou me deter em apenas um pequeno, minúsculo, quase ínfimo detalhe que me faz estar chorando nesse momento por ter terminado mais uma temporada: Claire Underwood. QUE MULHER, amigos, que mulher. Gostei muito de como ela cresceu ainda mais esse ano, como o papel dela se consolida como um dos centrais da série.

Unbreakable Kimmy Schmidt: ainda bem que eu não li muita coisa antes de começar a ver, porque eu só sabia o necessário – uma série da Tina Fey. Ainda bem mesmo, porque eu provavelmente nunca me interessaria por nada que a sinopse é “mulher resgatada de um culto religioso tenta se adaptar ao mundo real”. GENTE. Gentê. Vocês não estão entendendo o quanto essa série é genial. Primeiro porque é uma das coisas mais engraçadas que eu já vi nos últimos tempos – e eu meço o nível de engraçadisse de uma série contando o número de vezes que eu tenho que pausar pra continuar rindo. Muitas. É o tipo de humor sarcástico e doentio que faz com que eu me dobre de tanto rir. Depois que tem a pegada feminista cínica que só a Tina Fey, aaaaah a Tina Fey, consegue dar, sem parecer piegas ou panfletário. Lindo. E ainda tem os personagens mais incríveis e queridos e identificáveis do mundo todo. É muito amor só pra tão poucos episódios, viu?

Ah sim, e tem essa entrada. Não sei o que dizer, só sentir:

E aí, que cês tão vendo?

22 Comments

  • Nay

    Preciso corrigir esse desvio de caráter e começar a ver House of cards. Até né, pra ter assunto com o mundo ( a ultima vez que fui assistir uma série pra ter assunto com o mundo foi GoT e Nhé… não garrei amor).

    Preciso, PRECISO, assistir alguma coisa com a Tina Fey também.

    Ultimamente to numa fase sem disciplina a la JoutJout pra assistir séries mas to acompanhando Community que é essa loucura maravilhosa, Hart Of Dixie que é outra loucura maravilhosa só que com o dorso definido de Wade Kinsella dando aquele plus, Suits (série pouco conhecida mas excelente), Once Upon a Time e minha querida The Big Bang Theory que tá uma bosta, já devia ter acabado, mas eu amo então continuo assistindo. E ah! Tem Orange is the New Black que eu já to roendo todas as unhas de ansiedade pra próxima temporada que sai em junho.

    • Isadora Attab

      veeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeja Unbreakable, vc vai gostar!

      adorei as sugestões que vc colocou! Orange, NOSSA, volta logo <3

  • Tany

    Nossa, vamo lá:

    SOA: Parei na primeira temporada, mas quero muito continuar. Eu amei demais e cacete, pra mim o Jax é o cara mais lindo do mundo INTEIRO. Sério. Virava hetero.

    How To Get Away With Murder: eu ainda preciso terminar os últimos cinco, mas tô curtindo. Acho bem legal, mas tem horas que fica muito bom e tem horas que fica um porre. Existem personagens bons, interessantes, mas além da Viola nenhum deles gera empatia nenhuma mesmo quando precisam.

    House of Cards: vi três episódios e preciso continuar URGENTEMENTE.

    Unbreakable Kimmy Schmidt: vou ver o primeiro episódio assim que terminar esse comentário. hahaha

    • Isadora Attab

      SOA: o Jax é realmente INCRÍVEL de lindo, mas meu coração é do Oppie, num adianta <3

      eu queria MESMO gostar de HTGAWM, mas não tô conseguindo. falam 2 eps pra acabar e minha vontade de descobrir o que vai rolar é zero.

      me conta depois o que achou de Unbreakable!!! 🙂

  • Camila Faria

    Jura que Better Call Saul é nhé? Tava super animada para começar a assitir (um dia). :/

    Eu tenho uma mania de só começar a assistir uma série depois de (pelo menos) 3 temporadas já concluídas, para não ficar sofrendo de abstinência. APENAS por esse motivo ainda não comecei a assistir House of Cards – mas confesso que não estou conseguindo resistir e já tenho a primeira temporada toda aqui.

    Acabei de assistir Broadchurch, uma série policial inglesa bem bacaninha, inspirada nessa última geração de séries policiais escandinavas (Bron/Broen sendo a mais maravilhosa de todas e The Killing ou “Forbrydelsen” em seguida). Se você gosta desse tipo de história, recomendo MUITO essas três séries Isa.

    http://www.imdb.com/title/tt2249364/
    http://www.imdb.com/title/tt1733785/
    http://www.imdb.com/title/tt0826760/

    Assisti também uma série muito louca, mas bem produzida e com uma temática interessante (que pode parecer mega nerd à princípio, mas não é tanto): Utopia.

    http://www.imdb.com/title/tt2384811/

    Enfim, mil recomendações, né? Sorry pelo comentário giga! 🙂

    • Isadora Attab

      Aiiii eu achei. Achei meio forçado, querendo parecer BB, então não rola, sabe? Mas tenta, poxa! 🙂

      HoC acabou de acabar a 3a no Netflix, vai que dáaaaa! Hahahaha!

      Eu AMEI as dicas das séries inglesas, adooooooooooooro esse gênero – AMEI The Killing! Vou muito ver, obrigada pelo comentário giga <3

  • Lec

    Também sofro do desvio de caráter de não ter começado a ver House of Cards ainda…

    Eu não consegui entender Unbreakable Kimmy Schmitd… vi 6 episódios e a maior parte deles achei meh. Mas vou terminar, pq sou teimosa 😀

    E meu vício atual é The 100. Vício mesmo, ao ponto de ir dormir tdo dia as 4 da manhã apenas porque *mais um episódio*

    • Isadora Attab

      olha, HoC tem que ter saco. é maravilhosa? é. mas é sobre política, né. então tem que ter fé 😛
      Unbreakable tem que levar como uma grande piada, dai começa a fazer sentido!
      vou dar uma olhada nessa The 100, eu não conheço!

  • Re Vitrola

    Saudades Opie e bundinha do Jax <3
    Tô vendo de ver Unbreakable Kimmy Schmidt ainda essa semana, vamos ver.
    Eu vejo muita série junta, atualmente tô vendo muito Drop Dead Diva e Prison Break.
    House of Cards vi os primrios capítulos e não continuei! Preciso voltar…

    Bjs (adorei a sinopse sincera)
    Re

  • Ariela

    Estou conhecendo o blog agora…já li tantos posts antigos que pra falar a verdade não lembro nem qual deles me trouxe aqui (talvez tenha sido o da penteadeira ou esse das séries) hahauuha.
    Sou leitora fantasma de todos os blogs que leio (o pior tipo pra vcs neh?!), mas fiquei tão encantada com a identidade dos teus textos que me senti obrigada a comentar.
    Blogs tem muitos, mas poucos tem algo realmente a dizer…são sempre os mesmos temas, as mesmas fotos roubadas do pinterest, os mesmos DIY, as mesmas ”dicas”, aquelas ideias de decoração que deixam a gente louca, mas que a blogueira não sabe nem te indicar uma loja pra comprar. Nenhum conteúdo realmente pessoal, nenhuma linguagem própria, nada, nada…mais do mesmo.
    Temos sorte de você ter preguiça de desenhar e ter tanta disposição pra escrever^^
    Até mais

  • Thay

    Me identifiquei totalmente com seu primeiro parágrafo! Começo assistir series como se eu não tivesse mais nada pra fazer da vida, haha! Assisto por horas a fio, é viciante. Da sua lista, adoro HTGWM – ahh, Viola Davis leva aquilo tudo nas costas, mas adoro – e Unbreakable Kimmy Schmidt – que seriado! HUAHUA, não dei nada pra ele quando comecei a assistir, mas terminei totalmente em crise pq teria que esperar mais um ano por mais episódios. CHOREI.

  • Prix Schall

    aaaai, quero comentar tudo 😡 ahhahaha!
    – Sons of Anarchy ta na minha lista de “Séries pra assistir já, toma vergonha nessa cara, menina!” xD
    – Pensei em começar a assistir How to Get Away With Murder, mas nada na história me atraiu muito.. bom saber que é fraquinha 😡 hahaha
    – Sobre Better Call Saul acho que os criadores nem tem a pretensão de criar uma lenda como foi Breaking Bad e to respeitando demais a série. A qualidade dela é admirável vai?
    – Unbreakable Kimmy Schmidt: assisti tudo no feriado e to soltando coraçõezinhos pelos poros com essa série! Que coisa LINDA, meu deus! É muito certo isso q vc falou da maneira como eles entregam o feminismo sem parecer panfletagem. To sofrendo a espera de mais episódios! s2s2s2 hahhaha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *