#4

5 anos.
Eu ainda nem procuro a chave na bolsa, pra você abrir a porta pra mim.

Todo dia.

 


~ arquivão das férias das coisas bonitas que nunca postei por motivo nenhum (mais aqui)