30 antes dos 30 – Fazer um BEDA

ou Blog day; a internet; eu sobrevivi; mamãe, quero ser blogueira

Acabou. É tetra.

Sem empolgação aqui porque eu tô meio triste mesmo, com um sentimento parecido com aquele de quando a gente termina a faculdade: graças a deusa essa loucura terminou, mas eu vou sentir saudades. Tá, não a faculdade, a faculdade foi um inferno. Um prato gostoso. Que você come desesperadamente, ao mesmo tempo tenta saborear lentamente cada mordida e, quando terminar, tá naquele mix de pela deusa que momento e nossa vou sentir falta disso.

Essa é uma metáfora melhor.

Posso estar sendo levemente dramática e exagerada aqui, mas eu ouso dizer nesse espaço seguro HAHA que participar do BEDA foi uma das decisões mais legais que eu tomei nesse ano. Foi uma decisão tomada no meio das minhas férias – e que só funcionou tão bem por causa disso, também -, que foi um momento de reflexão intensa sobre trabalho, a vida, e tudo mais. Foi um desafio pessoal que eu cumpri com louvor, e isso sempre é bem incrível. E foi um lembrete.

Um lembrete de que eu escrevo. Que eu gosto de escrever, que eu sei escrever, e que tá tudo bem eu me dedicar a isso com compromissos nada grandiosos, do tipo: escrever para mim. Escrever para vocês. Que eu não preciso ficar noiada com ser um blog daqueles, mas eu também não preciso ser radical e falar adeus, blog, você não serve pra nada. Um lembrete de que eu consigo me organizar, sentar para escrever, pensar em ideias de posts, me programar. Fazer disso um pedaço da minha rotina.

Também foi uma bronquinha, pra mim, e pro restante da ~blogosfera, que cabe à gente não deixar o BEDA morrer, não deixar o BEDA acabar, nem tanto no sentido de publicar loucamente – até porque essa história de ficar caçando tema não é 100% legal -, mas com a intenção de motivar os amigos. Como? Comentando nos posts. Aliás, lendo e comentando os posts, divulgando os blogs amigos, fazendo aquele bom, sempre bom, e velho social. Afinal de contas, isso aqui depende da gente. Exclusivamente da gente. E a gente é foda e consegue escrever 31 posts em 31 dias. Lembrando que a gente decidiu fazer isso em agosto, esse mês horroroso e infinito. Eu não sei que merda nós temos na cabeça.

Então ficam aqui os destaques desse BEDA 2017, beda do amor, beda do que que tacontesenu, beda do desespero, beda do vamos todos morrer mesmo:

BLOG DAY 2017

Categoria Fiquem pra sempre na minha vida

Apto 401: A Nicas é a Rainha da Minha Vida, quero fazer tudo que ela propõe, quero ela pra sempre do meu lado, Nicas, casa comigo?; A Life Less Ordinary: Eu amo o jeito que a Cacá escreve, eu amo as fotos que a Cacá posta, eu quero conhecer a Cacá, beijos Cacá; Desancorando: Tudo o que a Maki escreve é sensível e importante. Todos os textos dela estão cheios de reflexões lindas e alento. Vão lá <3; Blog da Camis: Essa graça de pessoa que a internet me apresentou, que tem tudo a ver comigo e que poderia morar em São Paulo, sim; Coffee and Flowers: Na minha cabeça, o mundo é um grande compilado de fotografias da Ká; Beyond Cloud Nine: Estoy enamoradaaaaaaa! Conheci, apaixonei, estou completamente envolvida, repara em mim, crush.

Categoria Voltem a blogar pelo amor da deusa

Nambarices, porque eu ainda estou esperando as dicas de Namby Gil; Evaporar, porque eu preciso rir na minha vida; Prateleira de cima, porque eu amo suas reflexões; Salateando, porque você é um mulherão inspirador da porra e seu blog é lindo; e Lomogracinha, porque o mundo precisa de vocês.

Categoria Que bom que te conheci

Caneca meio cheia, e a gente descobriu que se conhece desde pirralha! <3; Suspirare, que não conheci exatamente agora mas minha memória de peixe me faz incluir aqui também; Nome provisório, vontade de abraçar essa pessoinha; Sabbia7, me entende no quesito de passar vergonha nessa vida; Bruna Morgan, quero fazer todos os posts que ela fazLunatic Pisces, esse nome, esse layout, esses textos, acho que a gente podia ser migaUm blog ainda sem nome, o tanto que eu dou risada com os posts; e Limonada, companheira de gifs de Leslie Knope; e mais tanta gente linda do grupo mais amor dessa internet, grupo de apoio pra quem segue firme e forte nessa arte maravilhosa do blogar.

Olha quanta gente! Olha essa mulherada incrível! Tá vendo como a gente é maravilhosa? Vamos continuar.

Obviamente o ritmo do BEDA não vai continuar por aqui, mas eu quero demais levar as lições que aprendi com ele adiante na minha vida de blogueira – inclusive, vou prometer aqui um post sobre essas lições, vejam só, que blogayrinha que sou. E vou deixar também um pedido aqui: não deixem essa motivação morrer. Comentem, comentem, comentem, divulguem, incentivem as amigas, batam palmas. Sugiram temas – o que vocês querem ver por aqui? Interajam. Demonstrem interesse. Que a gente segue, e segue feliz!

Continuem por aqui. Voltem sempre. Eu amo vocês <3


esse post faz parte da série ~30 antes dos 30~, lista ambiciosa de coisas que eu separei pra fazer antes da fatídica idade chegar. você pode acompanhar meu fracasso por aqui – mas eu torceria por mim. estou torcendo. vamos lá.