• do coração

    sobre o nada num domingo

    “Não é tão fácil escrever sobre nada.”  Fomos pro parque aqui do lado que nunca tínhamos ido antes, pra feira de alimentos orgânicos famosona. Um ônibus no domingo cedo, bem cedo, justo eu, que não saio em domingos. Eu nem me reconhecia. Aquele perto que não é perto suficiente para ir a pé, aquele horário em que repete-se que não está acordado nunca. Nem foi tão difícil assim. A autossabotagem me fez pensar imediatamente que eu só estava pensando isso porque é feriado – mas nem foi tão difícil assim. E valeu. Um café da manhã delicioso, o tipo de…

  • teorias da madrugada

    let it bleed

    As pessoas, né. Eu tenho três características que não deixam a minha vida mais fácil: 1) tenho muita dificuldade em me resguardar, conto tudo, pra todo mundo, porque tenho muita facilidade em me abrir com as pessoas; 2) sempre acredito que as pessoas estão aí pra fazer o bem e serem legais, e que “poxa vida, ela não é tão ruim assim, vamos dar uma chance”, 3) eu preciso muito das pessoas, muito. Sou um bicho extremamente sociável que se sente mal de ficar sozinha. “Ai que boazinha que você é, Isa, quero ser sua amiga!”. Não gente, eu sou é trouxa.…

  • vida bandida

    vamos falar sobre casamento

    Crianças, então. Eu vou casar! YEY! Eu pensei bastante sobre falar sobre isso com vocês porque, né, galera, o olho gordo, virge, ele não tem limites. Mas vocês também sabem que eu não sou capaz de esconder nada que me anime e me apaixone por tempo suficiente pra comprar os cristais e o olho grego e a comigo-ninguém-pode necessários pro dia-a-dia, então cá estamos nós, falando sobre casamento. Cês tão ligadas que eu já moro junto do boy há um tempo e tals, então essa história de casamento é apenas uma formalidade e oportunidade de encher a cara de catuaba…