• do coração

    textão de natal

    (é pra ler o título no ritmo da propaganda do “peruuuuu de natal”) 2015. Eita! Eu tô naquela fase emotiva de final de ano que olho pra trás, penso em tudo o que fiz, me arrependo de um tanto de coisa, fico feliz com outro tanto. E daí que eu decidi voltar lá no comecinho do blog esse ano, lá nos idos de 2013, e percebi que a decisão mais acertada que tomei nos últimos tempos anos foi mudar pra cá. O e agora, Isadora? é finalmente uma casa mais com a minha cara, do mesmo jeito que tem sido…

  • teorias da madrugada

    eu também quero falar sobre star wars

    [nível de spoiler: grrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrw] Eu pertenço orgulhosamente a alguns fandoms e nunca escondi isso de ninguém, mas Star Wars nunca foi um deles. Nunca me senti completamente incluída no mundo nerd que tende a ser bem machistinha e só permitir as pessoas 110% comprometidas a ele participem – o que nunca foi meu caso. O que não quer dizer, em momento algum, que eu não amasse os filmes. Eu já comecei a assistir a saga em formato de maratona, com meu irmão, quando eu tinha bem uns 12 anos. Vejam, nem a história de como eu me encantei é assim,…

  • favoritos

    favoritos #12

    O favoritos desse mês veio atrasado – novembro não teve, né? – e também adiantado – não no final do mês, né? – e também num formato novo – cês viram, né? – tudo pra tentar dar uma carinha nova pra cá, que tanto me orgulha e me apaixona e me decepciona, e volta a me orgulhar e assim seguimos migas. Vamos tentar: Esse vestido maravilhoso da Heinui, que eu vi no Miss Moss (e tudo de lá é incrível!), que é tudo o que eu quero vestir no ano que vem inteirinho | Esse casamento inteirinho, lá no Casarei, que…

  • projeto de vida

    as séries que eu estou assistindo – edição de natal

    // JESSICA JONES: Meu super-herói favorito sempre foi o Wolverine (antes mesmo do Hugh Jackman, mas que benção esse homem existir) e nunca fui muito ligada em mais nada do universo Marvel, mas não poderia deixar o bafafá passar batido e lá fui eu, em um feriado chuvoso, assistir Jessica Jones. Claro que eu me apaixonei instantaneamente, o que foi bem surpreendente, já que eu também nunca fui muito fã da Krysten Ritter, a atriz que faz a personagem principal. A série, na real, é cheia de falhazinhas de roteiro, tem alguns personagens meio batidos, maaaaaaaaaaaassss… Jessica Jones. Que mulher fantástica. Netflix…