• favoritos

    favoritos #10

    Essas coisas maravilhosas: Que não dá pra saber o que é, de quem é, de onde veio, o que comem, pois não sei nem em que língua estão as informações mas GENTE OLHA QUE LINDEZA! Essa coleção maravilhosa de lenços com inspiração botânica, que eu vi no Não Me Mande Flores:   Esses aneis feitos à mão, originais e lindíssimos, lá no A Beautiful Mess: Esses outros acessórios também super exclusivos e diferentes, via Door Sixteen: Essa reflexão do Olga sobre o papel doce e gentil que esperam que as mulheres tenham: […] encontrar a própria voz, se fazer ouvir e…

  • do coração

    5 coisas que eu não dou a mínima

    Eu comecei a ler essa tag no maravilhoso Girls With Style – que só gente linda respondeu, aliás, vão lá ver logo! – e vi que logo essa se espalhou por aí, fazendo bastante sucesso no #BEDA, achei tão bacaninha que resolvi guardar pra responder depois. Adoraria responder todos esses itens com mensagens de “who gives a shit?” e “nossa olha como eu sou feliz sem ligar pro que os outros dizem”, mas pisciana, né, mores? Não vai acontecer. Então conheçam esses pontos graciosos da minha personalidade e do meu ~gosto pessoal~ que faz de mim uma ótima puxadora de assuntos…

  • do coração,  teorias da madrugada

    a gente muda

    A gente reclama, né? Reclamar da modinha é a nova modinha, reclamar do textão é o novo textão, ô se a gente reclama. Ô geraçãozinha que adora viver de fiscal do quintalzinho alheio (é, não vai ter palavrão). E geraçãozinha que adora compartilhar uma modinha no Instagram também: e por que não, gente? A gente reclama da Bela Gil. Reclama dos barbudos – e dos coques dos barbudos. Reclama de quem não come carne, de quem toma café orgânico, de quem faz barrinha de cereal com cereal de verdade. A gente reclama que todo mundo é fitness, que todo mundo…

  • vida bandida

    coisas que eu não sou boa at: fazer o pé

    Cês já notaram como essa expressão é engraçada? “Vou fazer as mãos!”, “Preciso marcar pra fazer os pés”. Se a gente levasse ao pé (heh!) da letra, eu também seria terrível em executar essas tarefas, visto que todos os meus desenhos de infância se resumiam em personagens escondendo as mãos atrás do corpo e com elaborados sapatinhos que não mostravam os dedos. Mas, no caso, estou falando aqui daquela arte maravilhosa em que as moças tiram vossas cutículas, lixam vossas unhas e as pintam com cores adequadas para passar valores de jovens de caráter e família que são, ou: como…