• teorias da madrugada

    <4

    Não consigo fazer corações virtuais. Não, não é uma metáfora: eu só não sou capaz de digitar ésse-três sem errar. (Ésse-dois eu nem tento, ok?). É sempre – sempre – ésse-quatro. Assim: <4 Meus dedos são tortos, meu cérebro entende errado, tenho dislexia tardia, ou qualquer uma das anteriores. Só não consigo fazer corações virtuais e, acidentalmente, assim, tão espontaneamente, meus corações são meio quadrados e com pernas estranhas saindo pela culatra. Você, caro amigo stalker, pode fazer uma pesquisa rápida pela internet e ver que, em 90% das publicações em que eu expresso meu amor por algo, ou alguém,…

  • vida bandida

    das maravilhas do home office

    Porque eu ouço o tempo todo os amigos falando das maravilhas do home office. A gente cria pastas no Pinterest que certamente vão demandar mais do que trabalhar em casa para se tornarem reais, e vamos lendo revistas de gente linda dizendo que encontrou o prazer trabalhando com o que ama em horários flexíveis, e segue achando que a linha evolutiva da vida te levará, indiscutivelmente, para melhores em que você acorda cedo, malha, volta para casa, faz almoço e começa a trabalhar de pantufas. E nesses maravilhosos dia de trabalhar em casa, descobrimos que não é nada disso. A…

  • teorias da madrugada

    e agora?

    Vida adulta batendo desesperadamente na porta da gente e a gente não sabe se casa ou se compra uma bicicleta. Na dúvida, eu criei um blog. Assim, não que eu nunca tenha tido um blog. Ou uma bicicleta – apesar de, e quero deixar isso claro, nunca ter casado antes. Mas, aproveitando o ensejo da vida nova, independente, madura, donadesi, resolvi deixar o passado para trás e mudar. Mentira. Na verdade, não tinha mais dinheiro pra pagar o blog antigo. Acabou o dinheiro, assim, PUF! A gente vai lá, faz domínio, faz layout, faz hospedagem e o caramba e uma…