do coração

#2

Tem dias que tudo é estranho, que nada serve, que nada encaixa, que a curva do braço esbarra na beira do peito, que tudo é grande demais feio demais desajeitado demais, que parece que você tá vestindo uma roupa apertada por baixo das suas roupas imensas que tentam te esconder por completo, que nada se encaixa, que tudo incomoda, que tua coluna tá torta, que tua espinha tá bamba, que tua cabeça pesa teus peitos teus pés escorregam teus pés doem.


~ arquivão das férias das coisas bonitas que nunca postei por motivo nenhum (mais aqui)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *